Município aberto a mais ideias para explorar atividades nos canais citadinos

743
Canal das Pirâmides, Aveiro.

O presidente da Câmara admitiu na Assembleia Municipal (AM) o licenciamento de um segundo restaurante / bar flutuante em canais citadinos da Ria.

Questionado por Pedro Pires da Rosa, vogal do PS, Ribau Esteves adiantou que o executivo “não vai lançar concurso público” para o efeito, preferindo aguardar propostas.

Para o eleito socialista, trata-se de “um negócio muito interessante”, que outros promotores terão procurado instalar antes do projeto de restauração recentemente licenciado pela edilidade.

Pedro Pires da Rosa lembrou que não é sequer “um conceito novo”, tendo existindo algo semelhante junto ao canal central, que acabaria por ser desmantelado.

Na opinião do deputado do PS, a Câmara deveria ter auscultado o mercado, com um concurso público para concessionar a atividade, questionando o presidente sobre a opção de não o fazer.

Rita Batista, do Bloco de Esquerda, criticou a “complacência” do presidente da Câmara “com a indústria do turismo”, agindo como “facilitador de negócio” à custa do espaço público, “ainda para mais numa zona relevante, por ser protegida” e não sendo visível “nenhum benefício para a população”.

Ribau Esteves assumiu que o licenciamento de estabelecimentos de restauração flutuantes não irá ser alvo de concessão, por entender que deve ser mantido “em aberto” espaço para ideias de promotores.

“Se tivessemos feito concurso, a lancha Praia da Costa Nova não existiria ali. Há um espaço para propostas”, referiu.

Ribau Esteves admitiria um segundo restaurante / bar flutuante. Caso apareça um projeto “interessante”, a Câmara analisará “no quadro regulamentar da lei”.

“Agora vamos aprender com o primeiro no cais das Pirâmides, quem sabe se a resposta de um segundo é sim”, acrescentou, ficando a aguardar “as ideias do mercado”, concluiu.

Projeto da Estação Náutica bem encaminhado

A candidatura de Aveiro ao programa das Estações Náuticas dinamizado pela Fórum Oceano irá conhecer o desfecho dia 16 de novembro, quando se anunciar, no Porto, as localidades eleitas para receber aquele tipo de investimento.

Ribau Esteves integra o júri, escusando-se, por esse motivo, a entrar em pormenores, mas mostrou-se otimista com a proposta aveirense.

A Estação Náutica é uma iniciativa de promoção do turismo náutico. O projeto de Aveiro “irá jogar” com a reabilitação da antiga lota, propriedade do Porto de Aveiro, que a autarquia deseja passar a gerir no âmbito do pacote de descentralização a contratulizar com o Governo.

Artigos relacionados

Licenciamento de restaurante bar flutuante motiva dúvidas ao PS

Renovadas licenças de transportes turísticos e aprovado restaurante bar flutuante

Restaurante bar flutuante no canal das Pirâmides