Deslocação de médicos da urgência de Águeda para Aveiro foi caso “pontual”

2295
Urgências do Hospital de Aveiro.

“Tratou-se de uma situação pontual na sequência de uma enorme dificuldade em se contratar clínicos gerais nesta época do ano”. É assim que o Conselho de Administratção do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV) justifica a necessidade de requisitar médicos do serviço de urgência básica de Águeda para o hospital sede na madrugada de sábado passado.

Dos dois profissionais de serviço no hospital aguedense, um deles acabou por deslocar-se para Aveiro para reforçar o apoio.

À data, Águeda “estava com afluência muito reduzida” e os respetivos utentes presentes com o tratamento devidamente orientado, enquanto Aveiro registava “uma afluência acima da média” na sua urgência médico-cirúrgica.

“Por necessidade de transferir um doente para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, a mesma implicou o acompanhamento de um médico, reduzindo assim a equipa disponível, já de si diminuta em recursos. Tratou-se de uma situação pontual na sequência de uma enorme dificuldade em se contratar clínicos gerais nesta época do ano”, explica o CHBV em comunicado.

“Com esforço e empenho de todos, tem sido possível garantir o funcionamento dos dois serviços de urgência do CHBV, sem negligenciar a assistência e prestação de cuidados aos utentes, mesmo em períodos onde se revela particularmente difícil dar resposta a todas as solicitações, como é o caso do período de férias”, acrescenta a administração hospitalar.

Aliás, a situação ocorrida “releva”, de acordo com a direção dos hospitais, “uma das mais valias da organização do Centro Hospitalar (agregação, ao nível da gestão de recursos humanos e técnicos, de várias unidades de saúde)”, permitindo “o trabalho em rede”.

Em anteriores ocasiões, informa o CHBV, ocorreu o inverso, ou seja, a necessidade da transferência de clínicos de Aveiro para Águeda.

A finalizar, o Conselho de Administração “agradece a todos os profissionais que ajudaram nesta situação em particular e que ajudam na resolução dos obstáculos que surgem diariamente”.

Artigo relacionado

Urgências de Águeda ficaram em risco devido a transferência de médicos para Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos