Capital Europeia da Cultura 2027: Ex comissário europeu Carlos Moedas preside à comissão de honra da candidatura de Aveiro

1306
Apresentação dos orgãos da candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura.

A comissão de honra da candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura de 2027 será presidida pelo ex-comissário europeu Carlos Moedas, que teve a pasta da Investigação, Ciência e Inovação, “um português importante na Europa, por serviços à Europa mais executivos e contributos mais diretos”, anunciou hoje o presidente da Câmara.

Ribau Esteves falava, ao final da tarde, no Teatro Aveirense, durante uma sessão destinada a apresentar os elementos integrantes, bem como representantes de entidades nos orgãos da candidatura: comissão executiva, conselho estratégico e comissão de honra.

Será formada, também, uma comissão de acompanhamento no seio da Assembleia Municipal, com todos os partidos representados e Juntas de Freguesia.

A candidatura de Aveiro é assumida pela edilidade como “um projeto abrangente de transformação do território”, ao nível municipal e da própria Região de Aveiro.

O conselho estratégico será formado por uma centena de entidades, das mais diversas áreas temáticas, públicas e privadas. Um órgão considerado “da maior importância” pelo “contributo, aconselhamento e reflexão estratégica”, como afirmou o edil aveirense.

Discurso direto

“O que não exploramos há muitos anos na Europa, é exactamente a cultura. Aquilo que nós deixámos de fazer na Europa foi contar a nossa própria história. Só contando essa história é que nós, de certa forma, deixamos de ter medo do outro
E nos momentos em que vivemos, nas crise que vivemos, com esta movimentação que hoje vivemos, a única forma de recebermos o outro de braços abertos é contar a nossa história.
O problema é que hoje não sabemos contar, os nossos filhos não a sabem contar. E por isso quando vêem o outro têm medo.
É essa a razão porque estou aqui: não é Aveiro, é muito mais do que Aveiro. Contar a história de Aveiro vai ser contar a essa história da Europa para que nos unamos nessa diversidade, que é nossa.
Acho que vamos ganhar, que Aveiro vai ganhar. Porque quando olhei, com toda a minha racionalidade de engenheiro, para todas as outras opções, Aveiro tem algo que a diferencia de todos os outros, que é a ligação entre a arte, a ciência e a inovação.
Dos meus cinco anos, as cidades que eu vi, as cidades que inovam mais, as universidades, as empresas, os laboratórios que inovam mais, são aqueles que intercetam a arte, a ciência, a inovação e a tecnologia.
Aveiro é isso, e é por isso que acho que vamos ganhar.” – Carlos Moedas.

[transmissão online da sessão de apresentação]

Nove candidaturas

Oito outras cidades portuguesas anunciaram a candidatura a Capital Europeia da Cultura de 2027, que decorrerá em simultâneo em Portugal e na Letónia: Leiria, Faro, Viana do Castelo, Braga, Évora, Coimbra, Guarda e Oeiras.

O Ministério da Cultura guarda um apoio financeiro de 25 milhões de euros para a cidade portuguesa que seja escolhida para Capital Europeia da Cultura de 2027.

A escolha da cidade vencedora será feita por um júri composto por dez peritos independentes, nomeados por instituições europeias, e para o qual Portugal escolherá dois elementos entre janeiro e junho do próximo ano. Em 2023, será anunciada a vencedora.

Portugal teve cidades com Capital Europeia da Cultura em 1999 (Lisboa), 2001 (Porto) e 2012 (Guimarães).

(em atualização)

Artigos relacionados

Aveiro ganhou ‘a corrida’ por Carlos Martins para a candidatura a Capital Europeia da Cultura

Aveiro / Capital Europeia da Cultura: Ribau acusa o PS de ter “macaquinhos” na cabeça

Marca ‘Aveiro 2027’ aproxima candidatura da Capital Europeia da Cultura à cidade

Aveiro assume liderança entre as cidades candidatas a Capital Europeia da Cultura de 2027

Publicidade, Serviços & Donativos