Portos do Continente com quebra de 11,4% nas mercadorias movimentadas até final de julho

389
Porto de Aveiro.
Magneton 728

Os portos do Continente registaram um recuo de 11,4% nas mercadorias movimentadas nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o período homólogo de 2019, de acordo com os dados da AMT – Autoridade da Mobilidade e dos Transportes.

“Dos portos com variações negativas, merece particular destaque o porto de Lisboa, que regista menos 480 escalas, Leixões, com menos 98, Sines, com menos 86, Aveiro, com menos 38, e Portimão, com menos 35”, revela a AMT, acrescentando que “a quota mais elevada do número de escalas no período total dos sete meses é detida pelos portos de Douro e Leixões, com 26,1% do total, seguidos de Sines (com 21,2%), Lisboa (17,9%), Setúbal (16,7%), Aveiro (10,4%), Figueira da Foz (5%) e Viana do Castelo (2,1%)”.

Continuar a ler artigo do Jornal Económico.

A Administração do Porto de Aveiro e a EFACEC Engenharia e Sistemas S.A. assinaram  um protocolo com vista à realização de uma instalação-piloto de Sistema de Controlo de Passagem de Nível suportado em comunicações 5G.

Continuar a ler comunicado.

Publicidade, Serviços & Donativos