Ovar: Padaria obrigada a fechar para desinfeção após presença de cliente com Covid-19

11412
PSP de Ovar.
Smartfire 728×90 – 1

Uma padaria da cidade de Ovar foi obrigada hoje a encerrar pouco antes do meio dia após informação da PSP local dando conta que um indivíduo de 47 anos fizera ali compras, apesar de saber que deveria manter-se recolhido em casa por se encontrar doente com Covid-19.

Após a comunicação policial, o estabelecimento fechou de imediato para proceder à desinfeção do espaço.

“Na sequência das verificações do confinamento obrigatório realizadas por aquela esquadra, constatou-se que o cidadão indicado como positivo para a Covid-19 não se encontrava na sua residência”, refere uma nota de imprensa.

Segundo a PSP, o indivíduo foi intercetado na via pública alegando ter vindo de uma padaria, “apesar de ser conhecedor da ordem legítima de confinamento obrigatório, emanada por autoridade sanitária”, aquando do teste a que havia sido submetido.

O detido foi acompanhado até à sua residência, tendo sido ainda indiciado pelo crime de propagação de doença contagiosa e a ocorrência foi comunicada ao Ministério Público.

A PSP adianta que já fez cinco detenções nas últimas semanas por motivos idênticos, pelo que “apela que seja cumprida, na íntegra, a permanência na sua residência, por todos os cidadãos a quem tenha sido decretada a obrigação de confinamento pelas autoridades de saúde”.

A polícia garante que “continuará atenta a todos os comportamentos que possam colocar em risco a saúde pública e a vida em sociedade”.

Ainda em Ovar, a PSP deteve ontem, de madrugada, um homem de 28 anos, empregado fabril, por condução sob o efeito de álcool.

O indivíduo conduzia um automóvel ligeiro de passageiros “de forma irregular numa rua de Ovar” quando foi mandado parar, tendo acusado uma taxa de alcoolemia de 2,32 g/l. Ficou notificado para comparecer no Tribunal de Ovar durante a tarde.

Publicidade, Serviços & Donativos