IPMA revê para 120,2 km/ hora a velocidade do vento atingida em Aveiro

1718
Foto do Facebook da Mata Nacional do Bussaco.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) atualizou os valores atingidos pelos ventos aquando da passagem da tempestade tropical ‘Leslie’ pelo território nacional, na noite de sábado passado.

A estação de Aveiro, colocada na universidade local, reportava, na altura, um pico pelas 23:00 de 67 km/hora. Na estimativa agora revista, a velocidade máxima na região aveirense foi 120,2 km/hora.

Segundo o IPMA, a tempestade nas zonas mais afetadas de Portugal terá causado ventos de 180 a 190 quilómetros por hora, superiores aos registados nas estações meteorológicas oficiais.

O ‘Leslie’ está no top três das tempestades atlânticas com os valores mais elevados de vento registados em Portugal, adiantou.

Na Figueira da Foz, a rajada de 176km/hora foi a mais elevada registada nas estações meteorológicas do IPMA, em Portugal.

Apoios imediatos para o Bussaco

O secretário de Estado das Florestas visitou a Mata Nacional do Bussaco, na Mealhada para conhecer a dimensão dos estragos causados pela tempestade.

Miguel Freitas deixou a garantia de apoio para a reabilitação célere. “Há aqui uma tarefa difícil e complexa a fazer, está contabilizado o valor para a intervenção este ano, imediatamente”, assumiu no final, apontando para uma verba de 400 mil euros a disponibilizar através do Fundo Florestal Permanente.

A mata irá permanecer encerrada ao público por motivos de segurança, nomeadamente devido a necessidade de executar trabalhos de limpeza.

Gabinete de apoio em Anadia

A Câmara de Anadia informa que colocou em funcionamento um gabinete de apoio para que munícipes afetados pelo mau tempo, de forma a que possam reportar, via telefone, as ocorrências e os respetivos danos.

924466588 é o número de telefone a ligar com vista ao encaminhamento das situações para as entidades mais vocacionadas para efetuarem o respetivo acompanhamento.

Os munícipes podem também contactar a GNR, dando conta das situações que os afetam. Sempre que se justifique, os operacionais deslocam-se ao local, realizam registos fotográficos, e emitem uma participação para efeitos de comunicação ao seguro, adianta a edilidade em comunicado.

“Se for necessário proceder a reparações urgentes, destinadas a minimizar ou impedir mais prejuízos, devem também solicitar a respetiva autorização. Caso não tenham seguro, podem requerer apoio ao município de Anadia, dependendo a atribuição de avaliação, pelos serviços, da situação socioeconómica do agregado familiar do requerente”, informa a autarquia.

Anadia foi dos concelhos mais afectados pela intempérie.

Artigos relacionados

Tempestade Leslie: Estragos em equipamentos e acidente com ferido grave em Anadia (atualizado)

Estufas com prejuízos elevados em Vagos