Futebol/ Taça Distrital: Beira-Mar elimina Paços de Brandão nas grandes penalidades

1054
Beira-Mar - Paços de Brandão (Daniel Pereira leva a bola à trave e dita o afastamento dos visitantes).

O Beira-Mar apurou-se para os quartos de final da Taça Distrito de Aveiro em futebol ao afastar em casa o Paços de Brandão nas grandes penalidades (4-3) após uma igualdade (1-1) no final do tempo regulamentar.

Repetiu-se a história da ronda anterior, em que os aveirenses eliminaram o Canedo, também do concelho feirense com recurso a castigos máximos e com o mesmo desfecho. Segue-se a Juveforce (primeira divisão distrital), que eliminou em casa o Fiães (divisão de elite) nos penaltis (4-3), após um empate (1-1). O encontro está agendado para 20 de fevereiro, em Aveiro.

A próxima eliminatória terá ainda os jogos RD Águeda – SC Alba; LAAC – Oliveira do Bairro SC e CD Estarreja – Florgrade FC.

Continuar a ler artigo da AFA TV.

Num embate entre equipas da divisão de elite, o Beira-Mar (apurado para a disputada do título), entrou mais dominador na partida com o Paços de Brandão (uma das equipas da zona norte envolvidas na manutenção), mas sofreu um golo contra a corrente.

Ficha do jogo via FPF / AFA

Aos 10 minutos, Vitinha, na conversão de um livre na direita, fez a bola atravessar a pequena área e entrar diretamente na baliza com os defesas sem reação e a enganarem o guarda-redes Frade, que nem se fez ao lance.

A equipa de Ricardo Maia não acusou o golo, mas revelou dificuldades na finalização, tardando em dar sequência ao maior caudal ofensivo que esbarrava na ‘muralha’ defensiva.

Os remates e as bolas lançadas para a área eram ineficazes. Aos 31 minutos, Rafa Fonseca, bem desmarcado do meio campo por Rui Sampaio, esgueirou-se entre os centrais, mas o remate saiu ao lado.

No último quarto de hora, com alguns momentos de sufoco defensivo, o Paços de Brandão parecia ceder. Aos 40 minutos, num cruzamento da direita de Diogo Tavares, o guarda-redes Bruno Maia teve uma má abordagem ao lance e a bola tabelou no seu corpo, desviando para a baliza, o que permitiu aos locais restabelecerem a igualdade.

Depois do descanso, o Beira-Mar não tardou a criar perigo pelo ponta-de-lança improvisado Rafa Fonseca. Uma tentativa de desvio junto à baliza com um toque em jeito, após cruzamento da direita, a que o guarda-redes interpôs-se, levando a bola a sair para canto.

O jogo entrou numa fase mais equilibrada, com os visitantes a procurarem, também, algo mais. Num lance na área, aos 65 minutos, Villa ensaiou o remate, que saiu fraco. Pouco depois, Paulo Sá, recém entrado, esteve melhor num remate fora da área que falhou o alvo por pouco.

Mais flagrante foi a oportunidade do lado contrário de Rui Sampaio (82 minutos). Assistido  cabeça por Rafa Fonseca na área, o experiente médio rematou ao lado com a baliza enquadrada.

Paços de Brandão falhou na derradeira ocasião de golo e desperdiçou duas grandes penalidades

Após um cruzamento da direita de Rafinha, os aurinegros pediram grande penalidade, uma vez que o defesa afastou com o braço ao fazer o desvio em carrinho. Mathieu também tentou a sorte num remate de fora da área, que passou junto à trave.

Já nos minutos finais, uma má entrega de bola de Frade esteve quase a sair caro ao Beira-Mar. Martini cruzou para a área, onde Paulo Sá finalizou com um remate que saiu junto ao poste.

O tempo de jogo esgotou-se, obrigando a decisão por grandes penalidades. Gustavo e Daniel Pereira (à trave) falharam para a equipa de José Pedro, permitindo ao Beira-Mar seguir em frente.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.