Aveiro: Estrada-dique batizada como ‘Cais do Sal’ fica limitada a peões e meios suaves

2527
'Cais do Sal', Aveiro.

‘Cais do Sal’. Está rebatizada, assim, por decisão da Câmara de Aveiro, a Rua do Sal, também conhecida como estrada-dique, que liga a marinha da Troncalhada aos pavilhões náuticos e Centro Municipal de Interpretação Ambiental (CMIA).

A obra de requalificação de 2,5 milhões de euros, que sofreu um atraso por força da necessidade de reconstruir e reforçar um troço que cedeu à força das correntes das marés vazantes da Ria, que teve a sua inauguração ao final da tarde.

A autarquia decidiu, também, condicionar a circulação, que fica proibida a veículos, com imposição de pilaretes rebatíveis para uso em cargas e descargas e de outros transportes indispensáveis ao trabalhos nas salinas, por exemplo.

“O uso automóvel seria incompatível com peões e ciclistas” justificou o líder da edilidade, Ribau Esteves, sobre a decisão de proibir a circulação rodoviária, tanto mais porque existe uma alternativa a muito curta distância.

‘Cais do Sal’, Aveiro.

A reconstrução da antiga estrada nacional 109-7, que esteve muitos anos muito degradada e ao sabor da subida das águas, permite, além de melhorar a circulação viária, pedonal, ciclável ou de outros meios suaves, acabar com o risco de galgamentos recorrentes, dando estabilidade às marinhas.

Artigos relacionados

Aveiro / Obras: APA informada do ‘rombo’ na Rua do Sal / Rossio vedado para trabalhos pesados

Aveiro / Salinas: ‘Estrada dique’ entra em obras de correção do enrocamento

Obra do Rossio está “a correr bem” e sem impactos

A Câmara de Aveiro organizou durante este sábado à tarde uma visita guiada aos trabalhos de construção do novo jardim do Rossio, que inclui um parque subterrâneo.

Artigos relacionados

Aveiro: 2 milhões de euros de fundos europeus aprovados para o novo Rossio

“Está tudo esclarecido. Agora vamos partir para a obra” – Ribau Esteves sobre o Rossio

Segundo informações transmitidas pelos responsáveis da empreitada, após questões colocadas por munícipes, as obras já realizadas, com perfuração de subsolo, não afetaram o edificado nas imediações, registando-se apenas uma reclamação uma queixa que não teve fundamento. O método construtivo adotou medidas preventivas diversas para acautelar e minimizar este e outro tipo de impactos que estão a motivar monitorização permanente.

Visita à empreitada do Rossio, Aveiro.

O presidente da Câmara adiantou que a construção “está a correr bem, dentro do seu tempo”, ressalvando que “a grande complexidade” dos trabalhos, com soluções de engenharia pouco habituais, envolvendo várias soluções técnicas, obriga “a que sejamos cautelosos”. Ainda assim, durante o Verão do próximo ano, entre junho e setembro, o jardim praça poderá estar, a cumprir-se o planeamento atual, nos último trabalhos.

Presidente manda David Iguaz para Espanha, após esclarecimento sobre acompanhamento técnico da obra

David Iguaz, líder da associação ‘Movimento Juntos pelo Rossio’, que contestou o projeto escolhido pela Câmara para a requalificação do jardim do Rossio dotado de cave de estacionamento, aproveitou a visita guiada para voltar a questionar o líder da edilidade, desta vez sobre o acompanhamento técnico dos trabalhos.

“Se não tem um antropólogo físico, não está a cumprir a lei” denunciou o também vogal da Assembleia de Freguesia da Glória – Vera Cruz (foi cabeça-de-lista à Junta nas eleições autárquicas pela coligação Viva Aveiro), invocando o decreto-lei 164/2014. O presidente da autarquia esclareceu que a empreitada tem de ser acompanhada, mas por um arqueólogo, mostrando visível desagrado pela interpelação de David Iguaz, cidadão espanhol há muito radicado na cidade de Aveiro: “Esse decreto-lei deve ser espanhol. O senhor perdeu as eleições, por isso vá pregar para outra freguesia. Vá para Espanha”, disse pondo fim a uma ‘picardia’ que não é inédita entre ambos (áudio abaixo).

Artigo relacionado

Juntos pelo Rossio contra avanço de empreitada sem desfecho de ações judiciais

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.