Aveiro / Capital Europeia da Cultura: Ribau acusa PS de fazer “número de circo”

475
Assembleia Municipal, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Depois de ter votado contra a proposta da maioria PSD-CDS de propor à Assembleia Municipal uma comissão de acompanhamento da candidatura a Capital Europeia da Cultura de 2027, e os respetivos representantes, o PS acabou por aprovar a proposta, esta sexta-feira à noite, não sem fazer mais alguns reparos críticos à ingerência no orgão deliberativo e fiscalizador.

“Isto aqui não tem nada a ver com o presidente da Câmara, entendemos que é competência da Assembleia Municipal. Não somos contra a comissão ou contra a candidatura. É uma divergência de perspetiva sobre as competências e separação de poderes. A criação de uma comissão é da competência exclusiva da Assembleia ”, explicou o vogal socialista Pedro Pires da Rosa.

O eleito do PS defendeu, também, que a comissão deveria ser limitada a um representante por bancada. A proposta enviada por Ribau Esteves, que a mesa da Assembleia Municipal considerou “admissível, sem prejuízo dos grupos apresentarem outras”, previa também a inclusão dos presidentes da Junta.

“Seria uma comissão mais operacional, o representante de cada bancada estaria legitimado para falar sobre todas as freguesias”, defendeu, motivando protestos de presidentes de Junta da coligação de direita.

Já o presidente da Câmara acusou o PS de “fazer um autêntico número de circo” só para contrariar a autoria da proposta. “Têm uma fixação em mim, há-de passar”, ironizou, adiantando que não presidirá à comissão.

“Estamos a dar passos para ganhar a candidatura, há quem se preocupe com fitas políticas. Temos seis pessoas em 11 [elementos do júri] para convencer, sendo dois indicados pelo Comité Europeu das Regiões”, lembrou o edil, para quem a inclusão do ex comissário europeu Carlos Moedas na comissão de honra deu “um peso político de importância brutal” para enfrentar as restantes cidades concorrentes.

Discurso direto

“Há cultura nos quatro pontos do nosso Concelho. E, efetivamente, os presidentes de Junta tem essa capacidade de dinamizar, todos e não digo apenas que são os meus companheiros do PSD, todos tiveram essa capacidade de dinamizar as instituições e associações locais. Estiveram muito bem em reconhecer o trabalho dos Presidentes de Junta e integra-los na comissão.” – Catarina Barreto (Presidente da Junta de Aradas).

Artigo relacionado

Capital Europeia da Cultura 2027: Ex comissário europeu Carlos Moedas preside à comissão de honra da candidatura de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos