Vale de Cambra aproveita desconfinamento para fazer inquérito sobre o impacto económico da Covid-19

3225
Imagem da Câmara de Vale de Cambra.
Dreamweb 728×90 – Video I

O município de Vale de Cambra lançou esta semana um inquérito para conhecer o impacto da pandemia do Covid-19 especialmente junto da atividade empresarial do concelho.

“Entendemos que é este o momento indicado para auscultar os agentes económicos”, refere a edilidade na apresentação.

Para levar a cabo o inquérito, foi envolvida como parceira a Associação Empresarial de Cambra e Arouca.

O inquérito espera “avaliar o real impacto da pandemia do Covid-19 na economia cambrense”.

Uma forma de “recolher informação que permita a definição de estratégias concertadas com os diversos setores de atividade de forma a atenuar o eventual impacto negativo na economia local”, explica a autarquia a que preside José Pinheiro.

A Câmara lembra que no quadro das suas competências, ainda antes da declaração do Estado de Emergência de 18 de Março, “decidiu aplicar um conjunto de medidas de forma a minorar o impacto económico da pandemia do Covid-19”.

A 4 de Maio entrou em vigor o Estado de Calamidade coincidindo com o anúncio governamental de um conjunto de medidas relativamente ao desconfinamento, contemplando “a abertura faseada do comércio, serviços e apoios financeiros à economia”,

Segundo informação do presidente da edilidade, Vale de Cambra tinha registados, ao final da tarde, 154 infetados, com outras 52 pessoas em vigilância ativa e 13 óbitos, mais 1 do que no dia anterior.

(Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

Publicidade, Serviços & Donativos