Tecnologia fotónica da UA permite Internet (verdadeiramente) global

226
Investigadores da Universidade de Aveiro.

Acesso à internet via satélite no cume dos Himalaias ou no meio do oceano com a mesma qualidade e preço do acesso através da fibra ótica? Sim, é possível! O segredo está no processador fotónico desenvolvido na Universidade de Aveiro (UA) a pensar na próxima geração de satélites de comunicação.

Levar a internet à metade da população mundial excluída da rede global é o grande objetivo do trabalho publicado na revista Nature Communications, refere o site UA_online.

Publicidade, Serviços & Donativos