Restaurante social é a proposta vencedora do orçamento participativo de São João da Madeira

1648
Sessão do orçamento participativo de São João da Madeira.

O município de São João da Madeira entregou os diplomas aos vencedores do orçamento participativo local.
Nos projetos de 15 mil a 70 mil euros, a proposta “Senta.come – restaurante social”, apresentada de Ana Priscila Pereira Almeida, foi a que mais votos recolheu.

A criação de um “Parque infantil adaptado”, uma ideia de Maria Teresa de Pinho Melo, foi a preferida dos eleitores que avaliaram as propostas na categoria até 15 mil euros.

Por fim, no âmbito da jventude, ficou à frente o projeto para instalação de um “Posto de fisioterapia” no pavilhão das Travessas” sugerido por António Paulo Rodrigues Moreira.

Além desses projetos, foram conhecidos outros que são também contemplados nas categorias em que o mais votado não esgota a totalidade da verba global prevista, nos termos das normas do orçamento participativo de S. João da Madeira.
A proposta de Carlos Coelho para aquisição de equipamento de proteção individual para os Bombeiros de S. João da Madeira será contemplada parcialmente.

Na categoria juventude, as propostas “Incentivo social à atividade física”, de Bruno Cassoni, e “Fazer a diferença com o Fê (Making the difference with Fê) – O Jogo”, de Beatriz Maria Lopes Correia, também terão verba para serem concretizadas.

O orçamento participativo de 2019 da autarquia sanjoanense tinha um orçamento de 115 mil euros.

Publicidade, Serviços & Donativos