Renovado ‘Welcome Center de Aveiro’ apontado como exemplo a seguir no País

1373
Inaguração do Welcome Center de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

A secretária de Estado do Turismo enalteceu a remodelação do ‘Welcome Center de Aveiro’ instalado na sede da Entidade Regional do Turismo do Centro de Portugal, que está localizada num edifício histórico no centro da cidade da Ria.

“Investimentos importantes” atendendo a que os postos de atendimento funcionam “como porta de entrada” de visitantes, sublinhou Rita Marques ao intervir ao final da manhã após a inauguração das obras de melhoramento.

Um exemplo que o Governo gostaria de ver replicado em outros pontos do País. “Temos uma rede grande, mas muitos postos de atendimento não estão em condições, não são ainda uma montra interessante. A primeira impressão vale 70% da nossa perceção face a determinando produto ou experiência”, lembrou a Secretária de Estado, relevando “a preocupação de qualidade” da Turismo Centro Portugal, bem como a de incluir no ‘Welcome Center de Aveiro’ a presença de “vários parceiros, em rede e com um projeto conjunto” num “espaço” marcado pela localização e enquadramento patrimonial, acreditando que as novas instalações vão “contribuir de forma positiva para a estratégia da região Centro”.

A governante qualificou “o contributo da Região Centro” para o desenvolvimento do sector turístico como “extraordinário, num trabalho com sentido de visão” para atingir as metas apontadas de uma atividade económica que representa mais de 14 % do Produto Interno Bruto (PIB) segundo recentes indicadores do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

“É um motivo de regozijo mas também de responsabilidade, O Centro é um motor importantíssimo, mas o turismo não pode ser só Lisboa e Centro. Estaremos atentos, as restantes regiões fazem sentido. Portugal tem muitos conteúdos e o Centro tem papel preponderante na dinamização do turismo”, referiu.

A Secretária de Estado apelou ao “desenvolvimento de parcerias”, alinhando “públicos, o público e privado”, lembrando que existem financiamentos disponíveis para “dinamizar as infraestruturas regionais e locais”, como sucedeu na remodelação do posto de atendimento de Aveiro comparticipado pelo programa ‘Valorizar’. Apoios que “devem servir as necessidades das geografias muito específicas” do turismo que já não aumenta dois dígitos mas “entrou num nova era, apontada para um crescimento sustentável”.

Discurso direto

“Este investimento de 81537 euros de requalificação tem a vertente de atendimento, felizmente cada vez mais turísticas, mas com valências não testadas, como é a abertura a um espaço que é museu, que é municipal, começam logo a ter uma ligação, envolvendo a cadeia de valor, colocando-o ao dispor da região. Aveiro é um caso muito singular de crescimento: em 2013 na cidade 206 mil em 2018 está nas 370 mil, é um salto extraordinário. A região, essa, acredito, em 2020 poderá ficar perto do milhão de dormidas, em 2018 já passou 750 mil, acima da média nacional. O novo plano estratégico apresentado recentemente reposiciona o Centro para novos segmentos, em particular para a internacionalização, com o turismo religioso e o enoturismo. Queremos chegar em 2023 a nove milhões de turistas. Temos de melhorar cada vez mais os serviços” – Pedro Machado, presidente do Turismo Centro Portugal.

“Temos uma operação aqui que soma as competências nacionais, regionais e municipais, do Turismo de Portugal com o Turismo do Centro de Portugal e da autarquia. Um espaço único, que é muito mais do que uma ligação física, entre o posto de atendimento e a loja do museu da cidade. É muito importante aprofundar e replicar, temo-nos de capacitar cada vez mais” – Ribau Esteves, presidente da Câmara de Aveiro.

Publicidade, Serviços & Donativos