Remoção de obstáculos ajuda fluxo migratório de peixes nos rios de Águeda

1589
Remoção de obstáculos nos rios de Águeda (foto cedida pela Câmara local).

Arrancou na semana passada uma “intervenção de fundo” ao longo dos rios Águeda e Alfusqueiro “com o objetivo de repor a continuidade fluvial” ao longo de 25 quilómetros e, também, “estimular o fluxo migratório de peixes”, informou a Câmara de Águeda.

A ação decorre no âmbito do projeto LIFE Águeda, com a coordenação da Universidade de Évora, em parceria com a autarquia local e o MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente.

Nos últimos dois dois anos, foram identificados os vários “obstáculos que vão agora ser suprimidos”, refere a nota de imprensa.

Aquando do início do projeto LIFE, foram colocadas sondas para recolher informação sobre os diversos peixes migradores na Bacia do Vouga, como a lampreia, que normalmente migram para os Rios Cértima, Águeda e Alfusqueiro.

A primeira intervenção aconteceu na Presa Velha, cerca de dois quilómetros a montante da ponte de Bolfiar, no Rio Alfusqueiro. A segunda abrangeu uma zona a montante do Parque Fluvial da Redonda.

“Tratam-se de obstáculos que estavam no rio há muitos anos, alguns dos quais degradados e quase a cair. A par da intervenção referida, vão ser construídas três passagens para peixes, uma das quais junto à captação de água no parque fFluvial da Redonda, onde vai ser feito um reperfilamento do rio com uma
intervenção infraestrutural de forma a criar esta passagem para os peixes”, explica a edilidade aguedense.

Está previsto construir passagens para peixes na Presa da Carvalha e nos Moinhos da Vermelha, às quais acresce duas passagens temporárias a colocar junto dos parques fluviais de Bolfiar e da Redonda, “iniciativas que demonstram a possibilidade de compatibilizar a conservação da natureza e o uso do rio para fins lúdicos ou económicos.”

As intervenções ganham “uma relevância maior este ano, tendo em conta que o caudal dos rios está muito baixo, o que faz com que muitos peixes não estejam a completar os ciclos migratórios.”

O LIFE Águeda é um projeto financiado pelo programa LIFE para a melhoria do estado de conservação ecológica das linhas de água da bacia do rio Vouga, através da implementação de ações para promover a reabilitação dos habitats junto aos rios, bem como as populações de peixes migradores nestas linhas de água.

Discurso direto

“Esta é uma intervenção de relevância ambiental enorme, que permite não só a regularização do normal fluxo dos rios, prevenir a degradação das margens que já acontecia em alguns destes locais, como contribui para melhorar as condições para os peixes migradores que precisam dos nossos rios,
em especial a lampreia e a enguia” – Jorge Almeida, presidente da Câmara.

Artigo relacionado

Águeda: Reflorestação dos Rios Águeda e Alfusqueiro em curso

Reunião em Águeda da Comissão de Acompanhamento do projeto LIFE AGUEDA

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.