PSP: Casal de Ovar vendia droga em troca de artigos furtados / Ladrão apanhado em flagrante no concelho de Aveiro

6789
Apreensão de dinheiro e droga em Ovar pela PSP.
Dreamweb 728×90 – Video I

A PSP de Ovar deteve ontem ao princípio da noite um casal que estava a ser investigado há cerca de um ano por tráfico de droga.

Os suspeitos são um homem de 28 anos e uma mulher de 25, ambos desempregados e residentes na cidade.

Segundo a PSP, o casal foi intercetado à entrada da residência de ambos no cumprimento de um mandado de busca domiciliária.

Agentes das Brigadas de Investigação Criminal apreenderam cerca de 220 doses de cocaína e recuperaram diversos artigos furtados “relativos a pelo menos cinco diferentes furtos ocorridos na cidade de Ovar, os quais estavam ainda em fase de investigação”.

De acordo com a PSP, “o pico anormal da prática do crime de tráfico de estupefacientes e de crimes contra o património, verificado nos últimos meses” numa zona residencial do centro da cidade “estava a causar um sentimento de insegurança na população” local.

No decorrer da investigação, “foi possível correlacionar estes ilícitos, suspeitando-se que alguns consumidores do produto estupefaciente cometeriam determinados crimes de furto, de forma a obterem objetos que poderiam servir de moeda de troca, sendo rececionados pelos agora detidos.”

De acordo com a polícia, executariam ainda crimes de incêndio e danos “como método de distração para conseguirem efetuar outros ilícitos.”

Os detidos compareceram hoje no Tribunal Judicial de Aveiro.

O homem ficou em prisão preventiva e a mulher saiu em liberdade ainda em que sujeita a apresentações nas instalações policiais da área da sua residência três vezes por semana. O casal ficou ainda proibido de contactar com consumidores, bem como entre si.

Larápio apanhado em flagrante

Em Aveiro, também ao princípio da noite de ontem. foi detido em flagrante um homem de 32 anos a furtar uma residência após introdução por escalamento.

“O suspeito foi intercetado pelos polícias no interior de uma residência particular, onde se verificou a existência de vários compartimentos remexidos e diversos bens móveis fora dos locais onde habitualmente estariam guardados”, refere a PSP.

O homem estaria para subtrair numerário e algumas peças em ouro, num total avaliado em dois mil euros da proprietária da casa, valendo “a rápida intervenção” dos agentes.

“A lesada manifestou o desejo de procedimento criminal contra o suspeito, pelo que se procedeu à sua detenção, tendo sido libertado pelas 22:30 e notificado para comparecer no Tribunal Judicial de Aveiro”, adianta o comunicado.

O julgamento ficou marcado para dia 13 de outubro.

Publicidade, Serviços & Donativos