“PSD mantém-se bem vivo e com consistente margem de progressão” – Paulo Anes

688
Rui Rio em campanha pelo distrito de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Quando “muitos vaticinavam um resultado catastrófico para o PSD, ou melhor para Rui Rio, tal não veio a acontecer”. É uma das ideias que Paulo Anes, mandatário concelhio da candidatura social democrata pelo círculo distrital destaca no seu balanço do ato eleitoral.

O desfecho do escrutínio merece um sublinhado quando já se ouvem figuras do partiddo pedirem ‘a cabeça’ do presidente Rui Rio.

“Embora 27,90% não seja um resultado brilhante, é um resultado digno e expressivo, demonstrativo da solidez deste partido estruturante, que nos motiva e convoca para um trabalho adicional”, referiu o vice presidente da concelhia aveirense.

Paulo Anes destaca a vitória concelhia contra o panorama nacional, em que o PS teve mais votos e mais deputados. “Contudo, contrariando a sua forte expectativa, o PS não atingiu a maioria absoluta, bem longe disso esteve. Fica, assim, uma vez mais refém de outras forças políticas, para poder prosseguir a sua política. Tão só temos de respeitar a razão do voto. Em democracia é assim”, ressalvou o dirigente local.

O resultado do PSD é visto como “fruto de forças positivas e negativas”. Paulo Antes apontou os “episódios de hostilidade e de não convergência interna” a que “acresce ainda o facto de alguma comunicação social ter sido pouco amigável, ou pouco imparcial.”

“Mesmo assim, neste enquadramento circunstancial, o PSD mantém-se bem vivo e com consistente margem de progressão”, vincou o mandatário, lembrando que no distrito de Aveiro o PSD surge com 33,55% de votos, “bem acima da média nacional (27,90%)”, ficando apenas a 0,76% do PS. Na distribuição de deputados do círculo distrital, elegeu seis, menos um que o PS.

“Embora com enquadramentos diferentes em relação às eleições Europeias de 26 de maio último, o PSD subiu agora 11,61‬% e o PS apenas 0,93%, significando, nomeadamente, que o PSD se encontra num processo regenerativo considerável”, notou Paulo Anes.

No concelho de Aveiro, onde Vitor Martins, líder concelhio do partido, teve de abdicar do terceiro lugar da lista distrital invocando motivos familiares, o PSD, “embora por margem curta de 0,2%”,ganhou ao PS.

“Este resultado afigura-se como o corolário do reconhecimento do trabalho, nomeadamente, da concelhia do PSD de Aveiro e da mobilização dos seus militantes e simpatizante. Os aveirenses assim o manifestaram em urna”, concluiu o mandatário distrital.

Resultados online em https://www.legislativas2019.mai.gov.pt

Artigos NoticiasdeAveiro.pt sobre as eleições legislativas 2019

Acompanhar as legislativas em direto na Rádio Renascença

Publicidade, Serviços & Donativos