Tribunal coloca na prisão dois homens por agressões para extorquir advogado e dois vendedores de automóveis

1043
Tribunal de Aveiro.

Dois dos três homens acusados por ofensas à integridade física, coação e tentativa de extorsão julgados no Tribunal de Aveiro foram condenados a penas de prisão (oito anos e meio e seis anos, em cúmulo jurídico) e ao pagamento de indemnizações que totalizam 25 mil euros a três ofendidos que se constituíram assistentes no processo: um advogado, a esposa deste e um vendedor de automóveis. Um terceiro arguido foi condenado a dois anos de cadeia, ficando com a pena suspensa sujeito a obrigações.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

A pena mais pesada recaiu num cidadão são-tomense, tudo indica atualmente a residir naquela antiga colónia portuguesa, que terá sido quem agrediu o advogado com escritório em Aveiro quando este se deslocou a uma residência na praia da Costa Nova pensando que iria ter uma reunião de trabalho com um possível cliente. O arguido tem antecedentes por crimes violentos (roubos, sequestro, posse de arma), que já o levaram a cumprir tempo de reclusão.

O segundo condenado neste processo cujos factos remontam a fevereiro de 2022 é um empresário ligado a estabelecimentos de divisão noturna, sem antecedentes criminais. Um terceiro arguido, que trabalha como segurança em estabelecimentos da ‘noite’, sem antecedentes foi condenado a dois anos de prisão, pena que ficou suspensa com regime de prova

A juíza presidente referiu durante a leitura resumida do acórdão que, excetuando os factos imputados ao arguido absolvido, existe “prova segura” nos autos do envolvimento dos dois arguidos condenados nas práticas criminais em causa (equipamentos apreendidos, mensagens trocadas com referência às vítimas, uma nota dando conta do local onde ocorreram agressões e o reconhecimento por parte de um dos ofendidos).

Segundo a acusação do Ministério Público, os indivíduos abordaram os três ofendidos (um advogado e dois vendedores de automóveis) sabendo que tinham disponibilidade financeira na tentativa de, através de agressões e ameaças, neste caso não só aos próprios como a familiares, extorquir dinheiro, no que não tiveram sucesso.

Artigo relacionado

Trio acusado de agressões e extorsão julgado no Tribunal de Aveiro / Advogado e vendedores de automóveis foram as vítimas

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.