Aveiro/ Ponte-açude: Bloco de Esquerda exige novo EIA

431
Vilarinho, Rio Vouga (Aveiro).
Dreamweb 728×90 – Video I

O Bloco de Esquerda (BE) pede “uma nova avaliação de impacte ambiental” da ponte-açude a construir no Rio Novo do Príncipe, em Cacia, uma vez que a versão apresentada pela Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) para obter licenciamento da obra “está desatualizada com 18 anos”, reclamando, ainda, a inclusão de uma passagem para peixes.

A proposta bloquista foi apresentada na Assembleia da República numa resolução intitulado “pela proteção da biodiversidade e da produção agrícola no projeto da ponte-açude no Baixo Vouga Lagunar”.

“O Bloco de Esquerda reconhece a necessidade de defesa do território, mas considera que é possível e desejável que o processo seja feito cumprindo as melhores práticas ambientais para que de facto cumpra os seus propósitos”, identificando “falhas no processo”, nomeadamente a não instalação de uma passagem para os peixes migratórios, que ficam dependentes de comportas e uma avaliação ambiental “desfasada da situação atual e ainda para mais é referente a uma obra diferente (a pista de remo)”.

Até à correção do projeto com um novo Estudo de Impacte Ambiental (EIA), o partido defende que o Governo “reveja as licenças ambientais já atribuídas”, seja assegurada a instalação de um dispositivo de passagem para peixes na ponte-açude e a melhoria da participação pública em torno do projeto.

Artigos relacionados

CIRA adjudica em reunião extraordinária a ponte-açude de Cacia

Aveiro/ Proteção lagunar: ‘Ponte açude’ prestes a ser adjudicada

O perigo para a biodiversidade do Projeto Hidroagrícola do Baixo Vouga

Criação de um Parque Natural da Região de Aveiro

A Assembleia da República aprovou a proposta do Bloco de Esquerda para a criação de um Parque Natural da Região de Aveiro por larga maioria, apenas com o voto contra do PSD e a abstenção da IL e os restantes votos a favor.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.