CIRA adjudica em reunião extraordinária a ponte-açude de Cacia

835
Edifício sede da CIRA, Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

O conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) deliberou, esta quarta-feira, em reunião extraordinária online, adjudicar a obra da construção da ponte-açude do Rio Novo do Príncipe, Cacia, Aveiro. A empreitada tem o valor de 9,9 milhões de euros (mais IVA), com um prazo de execução de dois anos, refere um comunicado.

O projeto tem apoio de fundos europeus através do POSEUR na ordem dos 3,9 milhões de euros. A CIRA adianta, contudo, que existem condições para que a comparticipação venha a ser “substancialmente” aumentada.

O arranque dos trabalhos foi adiado “por vicissitudes várias ao nível do licenciamento ambiental.” Um primeiro concurso chegou a ser adjudicado por 7 milhões de euros.

Só que, relata o comunicado, “a simples emissão do Título de Utilização de Recursos Hídricos (TURH) pela Agência Portuguesa do Ambiente, necessária para o início da obra, demorou cerca de três anos”, chegando “após longas e complexas diligências da CIRA”. Entretanto, o empreiteiro desistido do contrato pelo facto das condições técnicas e financeiras “terem sido muito alteradas” ao longo deste período, “nomeadamente com significativo agravamento de custos.”

A CIRA “reitera a sua aposta nesta importante obra de defesa do território em relação às cheias, cumprindo também outros importantes objetivos”.

Os municípios fizeram, ainda, o ponto de situação do projeto de execução da margem esquerda do Rio Vouga (entre a Zona do Açude do Rio Novo do Príncipe e a Ponte do Outeiro, no Baixo Vouga Lagunar), complementar à nova ponte açude, que prevê a consolidação da margem direita do Rio Novo do Príncipe, e ao Sistema de Defesa Primário do Baixo Vouga Lagunar.

Proteção das margens da Riacom transposição de dragados

A CIRA aprovou, na mesma reunião, o projeto de execução de proteção das margens da Ria e redução da erosão costeira com sedimentos provenientes das dragagens das bacias dos cais da Ria de Aveiro por 175.000 euros (prazo execução em 120 dias), que irá “complementar a intervenção em curso pela empresa Polis Litoral Ria de Aveiro de transposição de sedimentos no âmbito do desassoreamento em curso”. A intervenção ajudará na “recuperação e valorização do ecossistema otimizando o equilíbrio dinâmico da Ria”, refere a CIRA.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.