Plano de Atividades do Núcleo Regional de Aveiro da Quercus para 2019 / Irregularidades da direção nacional

774
Vigilância florestal, Quercus.

Depois de quatro meses em gestão, devido a irregularidades por parte da Direção Nacional nas convocatórias das assembleias eleitorais regionais, que impediram a sua realização em Fevereiro, o Núcleo Regional de Aveiro da Quercus elegeu recentemente uma nova Direção para o biénio 2019-2021.

Um grupo de sócios chamou a si a tarefa de concretizar o mais rapidamente possível um plano de atividades. Raul Silva foi eleito Presidente, Abel Barreto será o Tesoureiro e Paulo Almeida, o Secretário. Armando Ferreira e Jorge Morais são os Vogais da Direção.

Considerando:

a) O incumprimento reiterado do Regulamento Interno da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza por parte da Direção Nacional, designadamente:

i) A não transferência para a Direção do Núcleo Regional de Aveiro das verbas referentes às quotas dos associados da Quercus residentes na área de intervenção do Núcleo de Aveiro, nem prestadas pela Direção Nacional nem especificamente pelo seu Tesoureiro quaisquer informações sobre os valores em causa, designadamente as referentes às quotizações dos anos 2015, 2016, 2017 e 2018;
ii) A não transferência para o Projeto Cabeço Santo dos apoios financeiros concedidos pelos parceiros do projeto;

b) A eliminação pela Direção Nacional dos processos de discussão interna democrática entre dirigentes nacionais e regionais, impedindo a circulação de informação, a transparência da gestão interna e a reflexão conjunta quanto a temáticas ambientais relevantes;

c) As dificuldades de comunicação entre os núcleos regionais e os órgãos sociais e a ausência de resposta às solicitações dos serviços centrais da associação.

É motivação da Direção do Núcleo Regional de Aveiro promover princípios e boas práticas de governança, informação e democraticidade interna da Quercus, exigindo junto da Direção Nacional e outros órgãos sociais o cumprimento dos Estatutos e Regulamento Interno. Os dirigentes do Núcleo Regional de Aveiro recusam-se a pactuar com irregularidades e continuarão a defender o bom nome da associação. Nesse sentido, vai a Direção do Núcleo Regional de Aveiro continuar a diligenciar de forma reiterada junto da Direção Nacional o cumprimento das suas obrigações.

Relativamente a atividades públicas, continuará com as que desde sempre têm caracterizado a atuação do Núcleo Regional de Aveiro e através das quais este tem merecido o devido reconhecimento, quer seja no seio interno da Associação, quer externamente ao nível da comunidade, nomeadamente:

– Promover o desenvolvimento do Projeto Cabeço Santo;
– Realizar saídas de campo com o objetivo de sensibilizar e dar a conhecer o vasto património natural da nossa região;
– Dar continuidade à edição de uma página quinzenal no Diário de Aveiro;
– Emitir pareceres e comunicados relativos a temas relevantes para o desenvolvimento sustentável da região de Aveiro;
– anter as representações da Associação nos organismos de âmbito regional para os quais foi anteriormente designada.

Aveiro, 19 de julho de 2019
A Direção do Núcleo Regional de Aveiro da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

Publicidade, Serviços & Donativos