Pintora Maria Belo cede coleção com oito centenas de quadros ao município de Águeda

450
Acordo de cedência de pinturas de Maria Antónia Melo Sereno.

A pintora aguedense Maria Melo cedeu um vasto conjunto de obras suas ao município de Águeda, localidade de onde é natural, numa sessão recente em que participou o presidente da edilidade, Jorge Almeida.

Os contactos nesse sentido remontam a novembro do ano passado, quando a artista manifestou o desejo “de, sem qualquer fim lucrativo, partilhar o seu trabalho” com a edilidade, esperando que a mesma, “usando os meios que tem ao seu alcance”, possa “divulgar, promover e valorizar o seu legado artístico de cerca de 20 anos.”

Segundo um comunicado da edilidade, Maria Melo também tem intenção de deixar em testamento todas as obras de artes plásticas de sua exclusiva autoria ao município.

Nascida em Águeda em 1948, Maria Melo passou por várias formações de arte, tais como na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, onde desenhou sob a orientação dos mestres Eurico Gonçalves, Jaime Silva e Quintino Sebastião, e mais tarde na Escola de Arte Sr. Lucas Academie, na Antuérpia, para uma especialização em Gent.

A artista expôs a sua arte em Portugal, Bélgica e Holanda. Assim, Maria Melo tem feito uma média de duas exposições por ano e a sua obra continua a crescer.

Após a assinatura, Maria Melo comentou com os membros da autarquia que “agora passarão a cuidar dos meus 840 filhos”, e que “não poderia deixá-los em outro sítio”, dado que nasceu e cresceu no concelho e o próprio tem dado atenção às suas criações artísticas.

Em abril de 2018, Maria Melo teve patente no Centro de Artes de Águeda a exposição “Voar – Juntos no Sonho da Roda”.

A artista vai regressar em dezembro de 2019 com novas obras e novos métodos de ilustração e pintura, que terão como temática a sua história de infância enquanto vivia no concelho de Águeda.

Elsa Corga, vereadora da Educação da Câmara Municipal, disse que “é uma grande honra para este Município ter sido escolhido para cuidar e divulgar este património artístico”, realçando o acordo como uma “mais valia na cultura e nas artes de Águeda”.

Publicidade, Serviços & Donativos