O novo Centro Académico Clínico Egas Moniz

2021
Escola Superior de Saúde, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Com a conjugação de três componentes indissociáveis – a atividade assistencial, o ensino e a investigação -, esta nova estrutura permitirá abordar os problemas de uma forma multidisciplinar, integrada e sinérgica.

Por Paulo Jorge Ferreira *

No dia 16 de março nasceu um novo Centro Académico Clínico, uma estrutura integrada de ensino, investigação e assistência em saúde, cujo principal objetivo é criar conhecimento científico e aplicá-lo para melhorar os cuidados de saúde da população.

O Centro Académico Clínico Egas Moniz (EMHA) junta a Universidade de Aveiro, três centros hospitalares (Baixo Vouga, Entre Douro e Vouga e Vila Nova de Gaia/Espinho), os ACES Baixo Vouga e Baixo Mondego da ARS Centro, e os ACES Entre Douro e Vouga I Feira/Arouca, Entre Douro e Vouga II Aveiro Norte, Grande Porto VII Gaia e Grande Porto VIII Espinho/Gaia, da ARS Norte.

Este projeto de grande dimensão, que resultou do trabalho de uma equipa que desde 2015 se envolveu de corpo e alma para tornar realidade uma ambição antiga, representa uma forma de organização promissora para fazer frente a alguns dos desafios atuais, de que são exemplo o envelhecimento da população, a necessidade de aumentar a oferta de cuidados primários e de reduzir os custos crescentes da saúde.

Com a conjugação de três componentes indissociáveis – a atividade assistencial, o ensino e a investigação -, esta nova estrutura permitirá abordar os problemas de uma forma multidisciplinar, integrada e sinérgica.

O aproveitamento organizado e sistemático das sinergias e a abordagem multidisciplinar colaborativa entre os vários parceiros produzirá avanços significativos na investigação translacional e na consequente descoberta de novas ferramentas de diagnóstico e de novos tratamentos, com grande impacto na inovação em saúde e na melhoria do ensino clínico e da qualidade dos cuidados de saúde prestados às populações.

A criação deste Centro representa o culminar de um percurso de enorme exigência na modernização dos serviços e programas de ensino e investigação e na coordenação entre as suas várias áreas de intervenção das entidades envolvidas. É uma estrutura de grande relevo para os parceiros, para a região de Aveiro, que há muito a merecia, mas também para o país.

Vale a pena considerar.

* Reitor da Universidade de Aveiro. Artigo publicado no site da UA.

Publicidade, Serviços & Donativos