Navalria afasta responsabilidade por despejo de lamas dragadas na barra de Aveiro

1917
Imagem Associação MARIA.

A Navalria afasta responsabilidade pelo lançamento de sucata e lamas dragadas na barra do Porto de Aveiro.

A empresa garante que “faz a gestão de todos os resíduos da sua atividade, encaminhando-os através dos agentes devidamente credenciados para o efeito”.

A Navalria acrescenta que “não tem, nem teve recentemente, trabalhos de dragagem a decorrer nas zonas afetas ao estaleiro”.

E quando necessitou de proceder a operações daquela natureza, “fê-lo sempre com a autorização e de acordo com o estabelecido pelas normas das autoridades responsáveis, o Porto de Aveiro e a Capitania”.

A Capitania do Porto de Aveiro está investigar as circunstâncias do caso de poluição em plena barra ocorrido quando um batelão terá lançado às águas lamas e sucata.

Artigo relacionado

Capitania investiga despejo de lamas e sucata na barra do Porto de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos