“Não senti o resultado ameaçado” – Ricardo Maia (treinador do BM) após vitória frente ao Alba (3-1)

398
Beira-Mar - Alba (foto do Facebook do Beira-Mar).

Ricardo Maia não escondeu que a grande penalidade a favor do Beira-Mar ajudou a ‘desbloquear’ o jogo com o Alba, este domingo (3-1) a contar para a oitava jornada do Campeonato Sabseg.

Com a formação visitante reduzida a 10 unidades e em vantagem no marcador era esperado do conjunto local um domínio mais expressivo.

Artigo relacionado

Futebol distrital: BM vence Alba (3-1) e reforça liderança isolada mercê de empate do Ol. do Bairro

“Claro que o golo influência tudo o resto, ainda por cima nesse penalti foi o primeiro do jogo”, assumiu o treinador aveirense ao fazer o rescaldo da partida aos microfones da Rádio Terra Nova.

Terá entrado, contudo, “no subconsciente dos jogadores algum facilitismo” perante um adversário com menos um jogador que levou o jogo para intervalo pela margem mínima.

“Não que tenhamos feito uma exibição assim tão irregular. Tivemos o domínio da partida, procurámos ficar com bola mais tempo, ganhar superioridade nos corredores e tirar partido em zonas de finalização”, explicou o ‘mister’.

O Beira-Mar ampliou a vantagem depois do intervalo, depois permitiu ao Alba reduzir, mas controlou os riscos de estragos maiores .

“Não estando propriamente feliz com o jogo que fizemos, acho que esteve sempre do nosso lado, não senti o resultado ameaçado, o Beira-Mar soube estar minimamente no campo e gerir o que nos convinha”, adiantou Ricardo Maia.

A equipa aveirense consegue distanciar-se dos adversários diretos, mas o treinador relativiza o avanço na zona Sul. “Não nos queremos precipitar, a dinâmica de vitória ajuda a conquistar sempre a seguinte. Há uma noção do objetivo e os jogadores têm lutado. A classificação será sempre atenuada, uma vez que os pontos cortam a meio. O caminho vai ser duro. Vamos pensar no próximo adversário, estar no máximo das capacidades. Temos acrescentado esperança aos adeptos, contamos com esse apoio para vencer”, afirmou o treinador aurinegro, lembrando que é necessário esperar pela recuperação de vários jogadores lesionados, os quais “fazem falta”.

Segue-se a deslocação a Oliveira do Bairro, segundo classificado, também ainda invicto. “Um jogo bom entre duas equipas que gostam de jogar futebol, vai um bom espectáculo”, antecipou Ricardo Maia.

Discurso direto

“Entrámos bem no jogo. Aquela dupla penalidade é que não compreendo. O jogador joga a bola, a penalidade até posso concordar, o vermelho é que não era, do meu ponto de vista.
Tornou-se muito difícil, apesar de termos abanado o jogo. Fizemos o 2-1 e outras oportunidades que podiam ter complicado o Beira-Mar. A equipa teve uma prestação boa, estamos em crescimento, apesar de tudo. É uma equipa jovem, tivemos uma personalidade tremenda a querer discutir o jogo. O objetivo passa pela manutenção. Podíamos estar melhor, mais tivemos algum azar em lances determinantes e decisões de arbitragem” – Paulo Matos, treinador do Alba.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.