MP pede pena efetiva para assaltante que roubou violentamente idosa

1000
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

“Não obstante a confissão”, o Procurador do Ministério Público (MP) defendeu uma “prisão efetiva” para a mulher que roubou violentamente uma idosa em Ílhavo, deixando-a inanimada.

A arguida, de 50 anos, assumiu a a autoria do assalto ocorrido em julho do ano passado.

A confissão e o arrependimento foram invocados pela defesa nas alegações finais como atenuantes da pena a aplicar pelo tribunal.

“Sem querer a desculpabilização”, a advogada lembrou, ainda, os problemas da mulher, que cometeu o crime poucos dias depois de ter saído da psiquiatria do hospital de Aveiro. Aludiu, ainda, ao enquadramento do crime. “Vivia na rua, tinha problemas de adição, nomeadamente toxicodependência e alcoolismo, precisava de dinheiro para isso”, acrescentou.

A favor da arguida, foi apontado o comportamento na prisão, onde trabalhar enquanto aguarda o desfecho do julgamento, assim o apoio familiar. “Há aqui um antes e depois, são aspetos que devem ser levados em conta quando vier a ser libertada”, sublinhou a advogada.

A família da vítima reclama uma indemnização pelos danos causados.

A vítima, atualmente de 90 anos, foi surpreendida pela assaltante quando estava na sua residência, onde vivia sozinha, na freguesia da Gafanha da Nazaré. Acabaria agredida com violência, por oferecer resistência. A arguida abandonou o local com cerca de 300 euros em dinheiro.

Artigo relacionado

Mulher assume roubo que deixou idosa em coma

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.