Legislativas 22/ PAN: “Todo o partido tem de assumir a devida responsabilidade”

731
PAN.

As conquistas foram muitas, mas infelizmente não conseguimos fazer passar a mensagem e, nestas circunstâncias especiais, fomos claramente prejudicados por uma bipolarização eleitoral e o apelo ao voto útil.

Por Rui Medeiros Alvarenga *

No dia 2 de Fevereiro, pedi a demissão de Porta-Voz da Comissão Política Concelhia de Aveiro do PAN.

Depois de 11 anos a trabalhar ininterruptamente para o Partido, volto à condição de militante de base, por opção, consciente de que tudo fiz para ajudar à construção de um percurso consistente.

Neste longo caminho, fui membro da Direção Nacional, integrei a equipa de redação da primeira revisão dos estatutos, fui membro da comissão política Nacional e da Comissão Política Distrital de Aveiro, e liderei a constituição da primeira Comissão Política Concelhia em Aveiro, tendo sido o seu Porta-Voz até ao presente. Fui o primeiro eleito do PAN para a Assembleia Municipal de Aveiro e cabeça de lista às últimas eleições Legislativas em 2022.

Este resultado eleitoral foi manifestamente mau. E acumula, evidentemente, com o nosso resultado eleitoral autárquico. Todo o partido tem de assumir a devida responsabilidade e caberá a cada um, com recurso à autocrítica, aferir qual foi o seu contributo e de que maneira a sua colaboração poderia ter sido diferente e melhor. Não basta apontar de forma ligeira e precipitada o dedo à liderança.

Julgo que o resultado também não favorece a democracia, e periga o esforço que até agora tem sido feito para a defesa das pessoas, especialmente as mais frágeis, dos Animais e da Natureza. Este resultado não espelha minimamente todo o trabalho realizado pelo PAN nas últimas duas legislaturas. As conquistas foram muitas, mas infelizmente não conseguimos fazer passar a mensagem e, nestas circunstâncias especiais, fomos claramente prejudicados por uma bipolarização eleitoral e o apelo ao voto útil.

Mas apesar deste resultado, é fundamental mantermos o compromisso de lutar pelas causas que temos vindo a defender. O partido vai realizar a devida reflexão e com toda a certeza, irá redefinir a sua metodologia para o futuro.

Ao nível local, o processo de eleição da nova Comissão Política Concelhia vai ser iniciado, sempre na lógica de renovação e rejuvenescimento. O PAN manterá o seu trabalho, contando com um Grupo Municipal de grande qualidade, forte, coeso e consciente da importância da sua ação.

Artigo relacionado

Legislativas 22 / Distrito: PS repete vitória, Chega elege primeiro deputado / BE e CDS perdem eleitos

Legislativas 22: Propósitos e objetivos eleitorais do PAN no contexto nacional e distrital

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.