Juiz decide prisão preventiva para 7 dos 8 detidos por tráfico de mulheres

717
Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).
Smartfire 728×90 – 1

O juiz Carlos Alexandre aplicou a medida coativa de prisão preventiva a sete dos oito detidos indiciados por tráfico de seres humanos, enquanto membros de uma rede internacional que se dedicava à exploração sexual de mulheres.

O oitavo membro, taxista de profissão, saiu em liberdade, mas com a obrigação de apresentação periódica às autoridades, no final do primeiro interrogatório judicial, realizado no Tribunal Central de Instrução Criminal, adianta a Agência Lusa.

Artigos relacionados

SEF desmantela rede de tráfico de mulheres na região de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos