Futebol distrital: Beira-Mar é campeão a 4 jornadas do final e regressa aos ‘nacionais’

2552
Beira-Mar - Paivense (2021-22).
Smartfire 728×90 – 1

O Beira-Mar garantiu este domingo à tarde, em Aveiro, a conquista do título da divisão de elite do futebol distrital aveirense e, consequentemente, a subida ao Campeonato de Portugal, uma época depois da despromoção, ao vencer o Paivense por 2 -0 em partida a contar para a 10ª jornada da fase de apuramento do campeão.

A quatro jornadas do final do campeonato, está encontrado o ‘dono’ do principal troféu do futebol aveirense da época 2021-22.  A equipa aurinegra ainda poderá conquistar a Taça Distrital e a Supertaça.

Artigo relacionado

Adeptos do Beira-Mar a postos para festejar o título

Ficha do jogo via AFA TV ou FPF / AFA.

Os adeptos do Beira-Mar responderam ao apelo da direção e compareceram em força para apoiar a equipa, garantindo uma ‘enchente’ como há muito não se via.

Os locais tentaram surpreender o Paivense ainda a ambientar-se. Diogo Tavares, numa incursão individual, logo aos quatro minutos, rematou à baliza, mas o guarda-redes visitante correspondeu com uma grande defesa.

Passada a adaptação inicial, a equipa vinda de Castelo de Paiva, que venceu na primeira volta por 3-1, conseguiu disputar posse de bola, no entanto os lances de maior perigo continuaram a ver-se apenas junto do seu último reduto.

Aos 24 minutos, Marcelo Santiago ensaiou um ‘chapéu’ na área, mas Nuno Fernandes estava atento. Depois seria o ‘pequeno’ Leandro Vieira a tentar a sorte de cabeça, falhando por pouco ‘o alvo’.

O jogo entrava numa fase mais animada, de parte a parte, com o Beira-Mar sempre mais perto de fazer mexer o marcador.

Aos 36 minutos, segunda tentativa de Santiago, agora num remate enrolado. Nuno Fernantes teve de se esticar para chegar ao seu ângulo esquerdo e evitar o golo, que surgiu mesmo pouco depois por intermédio do médio Maurício. Um remate a devolver ao fundo da baliza a bola que lhe chegou num alívio defensivo. O brasileiro estreou-se a marcar no campeonato e fez a festa com os adeptos.

Na segunda parte, o figurino do jogo que surgiu ‘em cena’  não mudou significativamente, embora se tenha assistido a uma reação dos homens do norte do distrito, conseguindo mais posse de bola e a dar um pouco mais de trabalho à defesa da casa, embora sem oportunidades flagrantes.

O Beira-Mar estava mais perto de aumentar a vantagem, o que garantiria outra tranquilidade. Tal veio a acontecer aos 68 minutos, provocando a segunda ‘explosão’ de alegria nas bancadas. Um remate à meia volta de Rafa Fonseca que entrara para o lugar de Diogo Tavares, substituído algo combalido após uma falta dura. Mérito no lance para o cruzamento de Leandro Vieira da direita.

Pouco depois, o Paivense teve a sua primeira grande oportunidade por intermédio de Luís Rebelo, que num remate cruzado, da esquerda, levou a bola a sair muito perto do poste mais distante.

Rafa Fonseca esteve quase a ‘bisar’, num cabeceamento que levou a bola à trave após cruzamento da direita.

O ponta-de-lança Everton, ‘rei dos marcadores’ do campeonato Sabseg (29 golos), também ficou muito perto de fazer ‘o gosto ao pé’, na pequena área, mas Rafinha surgiu no caminho.

O final da partida trouxe para o relvado do EMA a festa das bancadas com que os beiramarenses brindaram a equipa num jogo que acabou por valer o título de campeão e promoção aos ‘nacionais’, objetivo primeiro e principal da época do ‘centenário’ que voltou a ser no sentido ascendente.

SC Beira-Mar – Paivense (final de jogo, época 2021-22).

Mais informações em https://www.afatv.pt/jornada/1

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.