Enfermeiros reafirmam “caos e rutura” no serviço de urgências do Hospital de Aveiro

3431
Urgências do Hospital de Aveiro.

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SE) denunciou hoje que está instalado o “caos” no serviço de urgência geral do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), conduzindo a uma situação de “rutura”.

“Não sendo esta uma situação nova, verificamos que a mesma se tem vindo a agudizar sem que tenham sido tomadas medidas no sentido de a colmatar”, criticam os enfermeiros em comunicado.

O CHBV estará confrontado com o “aumento do número de doentes existentes nos corredores do serviço (entre 40 a 50 em todos os turnos) que aguardam internamento de Medicina Interna”.

O crescimento da procura e “respectivas horas de cuidados de enfermagem” não estará a ser acompanhado “pelo necessário reforço do número de enfermeiros no serviço/turnos”.

Por isso, o SEP reafirma “a urgente necessidade de admissão de enfermeiros”, nomeadamente para o serviço de urgência.

É considerado também “imprescindível” um maior investimento nos Cuidados de Saúde Primários, para que o serviço de urgência “deixe de ser considerado a única opção de resposta para os cuidados de saúde na região. “

Os enfermeiros dizem que estão “no limite” e tornar-se-á “impossível continuar a trabalhar nestas condições”.