Covid-19 / Ovar: Novo despacho condiciona atividade industrial a casos de primeira necessidade

3881
Controlo de viaturas, Ovar.
Dreamweb 728×90 – Video I

No mesmo dia em que entra em vigor o decreto presidencial de estado de emergência durante duas semanas, é publicada no Diário da República uma resolução do Conselho de Ministros na sequência do estado de calamidade declarada para Ovar, que alarga os encerramentos à industrial, depois de um primeiro despacho não contemplar a pretensão da autarquia local.

“A clarificação que todos esperávamos, as indústrias não podem laborar”, refere o presidente do município, Salvador Malheiro, lembrando que, salvo casos de necessidades básicas, têm de suspender a atividade.

Ovar está, desde ontem, com uma ‘cerca sanitária’, condicionando a casos urgentes as entradas e saídas do concelho, entre outras medidas para tentar conter a propagação de Covid-19 (Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

Artigo relacionado

Covid-19: Profissionais de saúde infetados em V. de Cambra / Centro de Saúde de Águeda com acolhimento / Balanço do 1º dia da ‘cerca sanitária’ em Ovar

Ovar sob ‘cerca sanitária’ com serenidade

Publicidade, Serviços & Donativos