Covid-19: Aveiro não está a beneficiar de prioridade na distribuição de testes, garante Ribau Esteves

4988
Testes de coronavírus Covid-19.

O presidente da Câmara de Aveiro veio hoje, em comunicado, “refutar liminarmente a ideia de que Aveiro surge como prioridade na distribuição geográfica dos testes à Covid-19, que “foi induzida por uma informação do Governo emitida no início desta semana”.

Ribau Esteves traça um cenário oposto, de carência de material e ações de despistagem. “Apenas no que diz respeito a lares de idosos, são necessários testes à pandemia para 500 utentes e 350 colaboradores em 12 lares, mas até ao momento só foram realizados 50 testes estando previstos mais 50 hoje, apenas no lar da Santa Casa da Misericórdia, onde ainda ficam a faltar mais 90 testes, e onde já existem idosos e prrofissionais positivos e de quarentena / isolamento e já três Idosos mortos por Covid-19”, refere o edil.

É feita ainda “nota pública da nossa maior preocupação” pela demora “na chegada de um camião com material de apoio para os profissionais de saúde” que esteve previsto para o final da semana passada. “Situação que ontem mesmo apresentei ao Primeiro-Ministro como exemplo do mau funcionamento do Ministério da Saúde no que respeita ao fornecimento de logística (EPI’s, testes,…) às suas próprias unidades prestadoras de serviços de saúde”, informa o presidente da autarquia (Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

Artigo relacionado

Covid-19 / Aveiro: Mau funcionamento do Ministério da Saúde no abastecimento em EPI’s e testes

Covid-19 / Aveiro: Realizados os primeiros 100 testes para despistar pessoas com sintomas

Publicidade, Serviços & Donativos