Covid-19 / Aveiro: Mau funcionamento do Ministério da Saúde no abastecimento em EPI’s e testes

1303
Hospital de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) tendo em conta o que foi difundido por várias entidades, como por exemplo ontem, 31 de março, pela Comunidade Intermunicipal do Ave e divulgado às 21h39 pela agência LUSA, vem refutar liminarmente a ideia de que Aveiro “surge como prioridade na distribuição geográfica dos testes à covid-19″, afirmação errada que foi induzida por uma informação do Governo emitida no início desta semana.

A CMA continua a trabalhar de forma intensa para trazer ao Município e à Região o material necessário, nomeadamente e no que diz respeito a testes ao covid-19 / Coronavírus.

No Município de Aveiro e apenas no que diz respeito a Lares de Idosos, são necessários testes à pandemia para 500 utentes e 350 colaboradores em 12 Lares, mas até ao momento só foram realizados 50 testes estando previstos mais 50 hoje, apenas no Lar da Santa Casa da Misericórdia, onde ainda ficam a faltar mais 90 testes, e onde já existem Idosos e Profissionais positivos e de quarentena / isolamento e já três Idosos mortos por Convid-19.

Esta é a Realidade, esta é a Verdade, o que demonstra de forma clara o nível baixo de prioridade que representa esta Região e este Município no Combate ao Vírus, bem diferente do que se escrevem em notícias, embora sejam das mais afetadas no País.

Compreendemos que se é assim que se trata um Município / uma Região prioritário/a, como se estará a tratar os que não são. Para boa gestão deste Combate e para que não existam tensões desnecessárias, defendemos que haja transparência nos números da entrega de logística do Ministério da Saúde pelo território, e meios proporcionais às circunstâncias em concreto em cada Município / Região.

Damos também nota pública da nossa maior preocupação com o facto de continuarmos a aguardar a chegada de um camião com material de apoio para os Profissionais de Saúde, que deveria ter chegado na quinta-feira dia 26 ou na sexta-feira dia 27 de março, mas que até hoje, quarta-feira, dia 01 de abril ainda não chegou, situação que ontem mesmo apresentei ao Primeiro-Ministro como exemplo do mau funcionamento do Ministério da Saúde no que respeita ao fornecimento de logística (EPI’s, Testes,…) às suas próprias Unidades prestadoras de serviços de saúde.

Lamentamos assim o contínuo mau funcionamento da logística do Ministério da Saúde no abastecimento em Equipamentos de Proteção Individual e Testes Covid-19 para os seus próprios Profissionais trabalharem neste Combate, ao serviço dos Cidadãos, no qual perder tempo é dar espaço ao crescimento da Covid-19 e corrermos o risco de perdermos mais vidas, exigindo-se Muito Mais e Melhor, capacidade de gestão, organização e eficiência operacional, ao Ministério da Saúde e ao Governo de Portugal.

A Câmara de Aveiro vai continuar a lutar intensamente e com determinação para defender sempre e em primeira instância os Cidadãos de Aveiro, na justa medida da proporcionalidade que este Combate nos merece em todo o País e para todos os Portugueses, mas que até ao momento não se tem visto devidamente aplicada por parte do Ministério da Saúde do Governo de Portugal (Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

Câmara de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos