CDU reclama plano de ordenamento da Ria de Aveiro

207
Imagem CDU.

Uma delegação da CDU, onde se incluía Miguel Viegas, candidato às próximas eleições legislativas, esteve reunida sucessivamente com a Náutica Desportiva Ovarense (NADO) e o Clube de Canoagem de Ovar (CCO).

Apesar do excelente trabalho desenvolvido por ambas as coletividades, fica a enorme preocupação com o futuro da Ria de Aveiro que poderá inviabilizar toda a atividade caso não sejam tomadas medidas de estabilização do plano de água. Neste sentido, a CDU propõe um verdadeiro Plano de Ordenamento da Ria de Aveiro que seja gerido de forma integrada e concilie as vários funções e usos deste importantíssimo ecossistema lagunar.

Quer a NADO, quer o CCO, têm desempenhado um papel de grande importância proporcionando um acesso à Ria de Aveiro através de uma prática desportiva saudável e ambientalmente sustentável.

Contudo, ambos os clubes enfrentam hoje dois problemas: a degradação das instalações e o assoreamento da ria. O primeiro reclama uma clarificação de competências entre a Câmara Municipal de Ovar, a Administração do Porto de Aveiro e a Agência Portuguesa para o Ambiente. O segundo, mais complexo, reclama não uma simples dragagem mas antes um plano de ordenamento da Ria de Aveiro que determine e compatibilize as diferentes funções e usos da Ria, incluindo zonas reservadas à biodiversidade e à preservação dos ecossistemas.

Na opinião de Miguel Viegas, “a Ria de Aveiro estrutura o nosso território e representa um elemento identitário da nossa região. Tem um enorme potencial que não está a ser aproveitado. O plano de ordenamento da Ria de Aveiro que propomos irá preencher uma lacuna há muito identificada”.

CDU

Publicidade, Serviços & Donativos