Beira-Mar: Cajó não gostou de ouvir assobios aos jogadores

989
Cajó, treinador do Beira-Mar.

O Beira-Mar recebe, este domingo, o União de Lamas, em partida da 16ª jornada do principal campenato distrital de Aveiro em futebol.

Os aveirenses (líderes com 40 pontos, mais seis que o Bustelo) alcançaram na ronda anterior a 12ª vitória, em Avanca, pela margem mínima e ao ‘cair do pano’.

Já a equipa treinada por Ricardo Suiço segue em quatro lugar, com 28 pontos, fruto de sete vitórias e outros tantos empates.

Na jornada anterior, o Lamas consentiu um empate caseiro (2-2) na receção ao ‘aflito’ Mourisquense depois de ter estado a vencer por 2-0. O experiente médio ofensivo Carlos Manuel é ‘carta fora do baralho’ devido a castigo.

No Beira-Mar, Artur viu o cartão vermelho em Avanca e estará ausente duas partidas. O regressado Rui Sampaio, que integrou o plantel esta semana, poderá ser opção.

O treinador aurinegro na antevisão do ’embate’ considerou que o jogador, para além de estar muito identificado com os adeptos, “é uma mais valia, que vem acrescentar e ajudar a atingir o objetivo”.

Sobre o Lamas, diz que se trata de um adversário que concorre pelo primeiro lugar. “Neste momento temos alguma vantagem na classificação, mas queremos ganhar o jogo a jogar bem”, disse Cajó, assumindo que não gostou de ouvir os adeptos assobiarem a equipa nos derradeiros momentos do jogo em Avanca, quando tudo apontava para o nulo.

“Deem o vosso apoio aos jogadores, se tiverem de criticar alguém critiquem a mim, os jogadores fazem tudo e não merecem menos apoio”, pediu o técnico beiramarense acreditando que será possível, mais uma vez, evitar que os adversários levem pontos do municipal.

Discurso direto

“Quero retribuir e ajudar o Beira-Mar a alcançar o bjetivo do Beira-Mar, é o mais importante. Sou mais um para ajudar, com a minha experiência” – Rui Sampaio.

Resultados e classificação em https://afatv.pt/classificacao/24