Aveiro: Requalificação do parque escolar prossegue com mais 3 obras de 5,5 milhões de euros

2173
Escola Básica das Barrocas .
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara de Aveiro aprovou, na sua reunião pública desta tarde, o lançamento a concurso público de um novo pacote com três intervenções intervenções escolares em outros tantos estabelecimentos, num investimento que ronda 5,5 milhões de euros.

Uma das obras é a requalificação e ampliação da Escola Básica (EB) das Barrocas, na freguesia da Glória – Vera Cruz, com um preço base de cerca de 1,7 milhões de euros.

Uma “qualificação profunda” que abrange o edifício “principal” da escola, mas que não deixará de fazer alguns melhoramentos necessários no bloco do jardim de infância, explicou o presidente da Câmara.

Surgirá, ainda, “um edifício novo, que vai juntar os dois existentes”, com uma nova cantina (duas áreas distintas), um polivalente e outras salas.

O projeto prevê também “uma profunda qualificação do espaço exterior”, recreios com telheiro e dois polidesportivos, a localizar em terrenos propriedade da Câmara imediatamente a sul da escola

Segundo Ribau Esteves, está projetado também durante a obra renovar a zona exterior, com mais qualidade nos acessos à futura entrada principal.

O pacote hoje lançado inclui igualmente a requalificação e ampliação da Escola Básica do Bonsucesso, em Aradas (1,2 milhões de euros) com um novo bloco para biblioteca e cantina, entre outros espaços.

Para concurso público segue, também, a construção do novo Centro Escolar de Nossa Senhora de Fátima, um edifício de raiz junto ao centro paroquial para albergar a EB 1 e jardim de infância. A obra de 2,6 milhões de euros, a de maior encargo das três, irá substituir no início de 2023 as três ‘primárias’ atualmente em atividade.

Artigo relacionado

Aveiro: Câmara anuncia concurso público para o novo Centro Escolar de N.Sra. de Fátima

PS mantém discordância com fecho das escolas de Nariz e Requeixo

O PS, através do vereador Manuel Oliveira de Sousa, deu conta do seu voto “favorável” à nova escola no âmbito da Carta Educativa. Ainda assim, os socialistas reafirmaram a“total discordância” com “o encerramento de Nariz e Requeixo desta forma”. Duas escolas que, por serem periféricas, deveriam manter-se para atrair população e maior desenvolvimento social. O eleito lembrou que Ribau Esteves, enquanto autarca de Ílhavo, teria posição semelhante.

Discurso direto

“As escolas de Nariz e Requeixo vão fechar naturalmente, como fechou Carregal, Horta, tantas. Como já fechou o jardim de infância de Nariz. Anós após ano, a redução de alunos é acentuadíssima. Isto é inevitável. Sabemos também que as dimensões excessivamente pequenas são negativas para o tecido educativo, para as crianças e profissionais. Ativaremos um serviço de transporte dedicado para levar e trazer as crianças. Toda a gente gostou do projeto de Nossa Senhora de Fátima, bonito e com funcionalidade” – Ribau Esteves.

Publicidade, Serviços & Donativos