Aveiro: PS defende política desportiva “com princípio, meio e fim”

455
Estádio Municipal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O PS de Aveiro defende que o município “precisa de uma política desportiva consistente, envolvente, participada, potencializadora de recursos, sustentável e ganhadora; com princípio, meio e fim”.

É assim que os socialistas concluem a declaração apresentada no voto favorável à adjudicação da proposta escolhida pela Câmara no âmbito do projeto de conceção e construção do futuro complexo de campos de treino do Estádio Municipal de Aveiro (EMA).

O PS, que absteve-se aquando da abertura do concurso, reafirma “o que sempre se defendeu”, ao considerar “como positiva a construção de equipamentos desportivos no município”.

Defende, ainda assim, “um procedimento pensado, entre pares (agentes desportivos, associativos), para a sua utilização, porque entende-se que a gestão de equipamentos desta dimensão devem ser regulados, dentro de um quadro de critérios pré estabelecidos”.

Para os vereadores socialistas, mantém-se “a necessidade de estabelecer um plano estratégico para o desporto, onde se defina a visão municipal para o mesmo (e sinergias intermunicipais)” tendo em conta modalidades, parceiros (“tipologia e know how”), equipamentos, coesão e sustentabilidade, mas também metas a atingir, eventos âncora e recursos alocados.

“Nesta área, considera-se, como investimentos necessários, aqueles já propostos em sede de programa eleitoral autárquico”, lembra o PS, insistindo na criação da Casa das Associações enquanto “espaço de gestão, suporte à instalação transitória e assistência à atividade das associações.” Outra proposta seria a criação de uma plataforma digital de gestão partilhada de espaços e equipamentos, públicos e privados, comuns para racionalizar a sua utilização no suporte ao funcionamento das coletividades.

Artigo relacionado

Complexo de campos de treino do EMA adjudicado por 2,65 milhões de euros

Publicidade, Serviços & Donativos