Aveiro: Praça ajardinada do Rossio adjudicada por 12,4 milhões de euros

2737
Vídeo sobre o projeto do Rossio, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara de Aveiro adjudicou esta tarde em reunião de executivo privada a obra de requalificação do largo do Rossio, que integra o arranjo da zona das ‘pontes’ e concessão do serviço público do parque de estacionamento subterrâneo por cerca de 12,4 milhões de euros, com um prazo de execução de 16 meses, informa uma nota de imprensa.

A proposta vencedora foi apresentada pelo agrupamento de empresas composto pela Tecnorém, Engenharia e Construções S.A. e pela Cimave – Construtora e Imobiliária de Aveiro, Lda., sendo a empresa Empark a sub-concessionário da exploração dos parques de estacionamento do Rossio e do Mecado Manuel Firmino.

“A remuneração da concessão” a entregar à Câmara pelos parques de estacionamento por parte do agrupamento de empresas vai cifrar-se em 2,5 milhões de euros.

As alterações introduzidas no primeiro concurso, que não teve vencedor, levaram a aumentar o preço base de 9,8 para 11,7 milhões de euros.

O contrato a celebrar pelo estacionamento (219 lugares da nova cave no Rossio e parque do mercado Manuel Firmino) terá um prazo de 40 anos.

Os três candidatos à empreitada e concessão de estacionamento eram todos repetentes do primeiro concurso (embora um agrupamento com duas empresas apresente a alteração de uma delas).

O primeiro concurso foi anulado por exclusão das cinco propostas apresentadas. Apenas um agrupamento de empresas apresentou um valor, mas a proposta entrou fora do prazo.

“As mais modernas e seguras técnicas disponíveis”

No comunicado hoje divulgado, a autarquia garante que “a obra vai utilizar as mais modernas e seguras técnicas disponíveis”:

O método construtivo da cave irá “combinar” colocação de estacas, paredes moldadas com contenção periférica e ‘jetgrouting’, “fazendo o desaterro após a construção da ‘caixa’ da cave, de forma a que a obra decorra com o mínimo transtorno, o mais limpa possível e reduzindo os riscos ao máximo possível.”

O município anuncia que “desenvolverá um trabalho intenso de informação e marketing sobre o desenvolvimento do concurso e da obra, para que todos possam cuidar do planeamento das suas atividades e para que a gestão dos constrangimentos seja feita com a máxima atenção e qualidade”.

[Consultar nota de imprensa com mais dados do projeto]

Cidadãos contestatários voltam a tentar travar a obra na justiça

Esta quinta-feira, o movimento cívico ‘Juntos pelo Rossio’ informou que deu andamento a uma nova providência cautelar visando a obra da futura praça jardim,desta vez para tentar suspender a adjudicação hoje aprovada.

Artigos relacionados

Aveiro: Juntos pelo Rossio entrega providência cautelar para suspender adjudicação

Aveiro: Segundo concurso para requalificação do Rossio com três candidatos

Aveiro: Novo concurso do Rossio encarece projeto em quase 2 milhões de euros

Publicidade, Serviços & Donativos