Aveiro: “Inovações tecnológicas” na área da saúde com 5G desenvolvidas com apoio municipal

673
Aveiro Steam City.

“Revolucionar” a monitorização do ritmo cardíaco, conhecer efeitos da radioterapia em tempo real, diagnosticar e tratar doenças oculares de forma não invasiva e criar tecidos com biossensores para melhor a performance desportiva são algumas das “inovações tecnológicas” na área da saúde que estão a ser desenvolvidas no âmbito do ‘Aveiro 5G Challenges’.

Empreendedores nacionais e internacionais foram desafiados a apresentarem “soluções sustentadas por tecnologia 5G”.

Os promotores ‘Blankit’, ‘Nu-Rise’, ‘VideoOculograph’ e ‘Biometric’ integram o grupo dos 10 finalistas da primeira edição, informa uma nota de imprensa hoje divulgada.

As quatro ‘startups’ encontram-se na fase de mentoria, dinamizada pela Beta-i, ao mesmo tempo que recebem apoio técnico disponibilizado pelos ‘stakeholders’ da iniciativa, para desenvolverem os seus projetos na área da saúde, fazendo uso da tecnologia 5G.

Após a fase de desenvolvimento e formação, seguir-se-á em outubro a apresentação pública da primeira edição do ‘Aveiro 5G Challenges’ que está enquadrado no projeto Aveiro STEAM City, dotado de um investimento global de 6.1 milhões de euros (apoio de 4,8 milhões de euros).

Blankit
A start-up mexicana Blankit, sob o compromisso de “tornar as casas e os hospitais mais inteligentes melhorando a oferta ao nível de saúde”, está agora no processo de desenvolvimento de um monitor de ECG Holter portátil. Este aparelho fará uso da tecnologia 5G para monitorizar e analisar o ritmo cardíaco e reportar em tempo real os resultados da análise.

Nu-Rise
A Nu-Rise, pretende elevar a tecnologia de radioterapia ao próximo nível. A startup portuguesa está a desenvolver uma tecnologia que vai permitir aos médicos, em tempo real, ver o impacto das doses administradas no tratamento de pacientes oncológicos, dando a possibilidade de ajustar o tratamento, sempre que necessário.

VideoOculograph
Diretamente da Rússia para Aveiro, a VideoOculograph vem apresentar a primeira solução que permite fazer um diagnóstico, altamente preciso, de um determinado número de doenças oculares, sem existir qualquer contacto com o olho, bem como o tratamento não invasivo das patologias, através de abordagens que recorrem à inteligência artificial e ao machine learning. Com a incorporação da tecnologia 5G neste equipamento será possível melhorar o diagnóstico remoto e ajustamento do tratamento não invasivo a realizar ao paciente.

Biometrica
A italiana Biometrica está dedicada à produção de um têxtil com biossensores, capazes de analisar a transpiração dos atletas, com o objetivo de melhorar a sua performance. Através da análise realizada pelo biossensor incorporado no têxtil, será possível determinar os níveis de hidratação de cada atleta, bem como a estimação da perda de nutrientes críticos ao desempenho do atleta. Com a ajuda de uma aplicação para smartphone, será possível comunicar, em tempo real, os parâmetros biológicos do suor e informar o seu utilizador sobre quando e como se hidratar e alimentar.

Publicidade, Serviços & Donativos