Aveiro: Câmara aguarda propostas para crematório a instalar junto ao cemitério sul

1471
Cemitério Sul, Aveiro.
Livro728

O PS voltou a colocar reticências à localização do crematório que a Câmara de Aveiro pretende instalar junto ao cemitério sul.

Durante a discussão da proposta na última Assembleia Municipal o PCP colocou reservas também à gestão privada do equipamento.

“O local não parece adequado, tem algumas delicadezas, é uma zona residencial. O crematório não precisa de uma centralidade absoluta”, afirmou Pedro Pires da Rosa, da bancada socialista, pondo reservas igualmente a concessão do serviço.

A entrega a privados foi o único reparo feito por Nuno Teixeira, eleito do PCP. “A Câmara e a Junta teriam condições para gerir”, disse.

A proposta de conceção, construção e concessão a 30 anos do complexo de crematório e casas mortuárias seguiu para concurso público sem votos contra, com a abstenção de eleitos do PCP, Bloco e do PS em parte.

“Estamos tranquilos, há um consenso geral”, sublinhou Fernando Marques, presidente da União das Freguesias de Glória e Vera-Cruz.

Discurso direto

“Questionam a proximidade às zonas residenciais: não recebi nenhum nota de residentes. Analisámos com profundidade e objetividade a localização nos outros cemitérios. Tem outra vantagem: resolver o passivo urbano que existia ali, Garantimos em absoluto a saúde pública. Isso aconteceria se fosse outra localização. O privado vai ter de pagar uma renda fixa, tem todos os custos e lucros.
Podíamos gerir ? Sim, mas quanto iria custar. Temos de esperar pelo projeto e a obra. Já temos o terreno onde o edifício vai ficar, será um ativo municipal com gestão privada” – Ribau Esteves, presidente da Câmara.

Artigo relacionado

Aveiro: Localização do crematório e encargos motivam dúvidas do PS

Publicidade, Serviços & Donativos