Autor de disparo mortal que atingiu filha entregue à PJ

1491
Polícia Judiciária.

A GNR deteve durante a madrugada o sexagenário suspeito da autoria do disparo que matou a filha, de 43 anos, ontem à noite, pelas 21:00, num acampamento de famílias de etnia cigana, em Válega, concelho de Ovar.

Segundo informação transmitida pelas Relações Públicas do comando geral da Guarda, o homem “foi detido e entregue à Polícia Judiciária (PJ), que tem competências para investigar a ocorrência”.

O homem de 68 anos aguarda apresentação às autoridades judiciárias da Comarca de Aveiro para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação, o que deverá suceder, em princípio, apenas quinta-feira.

As primeiras informações apontavam para disparo acidental quando o detido manuseava uma arma de de fogo do tipo caçadeira, que, além de atingir na cabeça a vítima mortal, feriu, sem consequências de maior, o genro, de 52 anos.

É comum ocorrerem nas comunidades ciganas ‘tiros para o ar’ durante festejos da passagem de ano.

O autor seria localizado e detido pela GNR algum tempo depois, sendo entregue aos elementos da PJ.

Fonte do Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Aveiro preferiu, “nesta fase, não confirmar qualquer informação” sobre este caso de homicídio “por decorrerem diligências”.

O óbito foi declarado no local pelo médico do INEM. O ferido seguiu para o hospital da Feira.

Publicidade, Serviços & Donativos