Antigo bombeiro absolvido de ‘fogo posto’ em Águeda

1021
Tribunal de Aveiro.
Comercio 780

O tribunal de Aveiro absolveu um indivíduo de 45 anos residente em Serém de Baixo, concelho de Águeda, antigo bombeiro voluntário, que estava acusado da autoria de sete crimes de incêndios florestais ocorridos em locais próximos da residência durante o ‘pico’ do verão do ano passado.

“Não se provou que tenha sido o arguido a atear os fogos dos diversos inquéritos”, referiu, esta tarde, a juíza presidente na leitura resumida do acórdão.

O homem, que se remeteu ao silêncio no início do julgamento, tinha sido identificado num ocasião pelas autoridades a circular de bicicleta alcoolizado na zona onde foram ateados novo fogos, entre julho e agosto, atingindo mato próximo de pavilhões de empresas e também de residências na freguesia de Macinhata do Vouga.

As provas apontavam para a utilização de álcool e gasolina como líquido acelerante.

No entanto, como observou a juíza presidente, não foi possível fazer um reconhecimento do alegado autor dos fogos, aceitando que pudesse ser confundido com um irmão, dado que vestiam roupas iguais.

O tribunal não conseguiu ouvir claramente as declarações prestadas em primeiro interrogatório judicial pelo arguido devido a problemas técnicos da gravação, embora seja percetível que o mesmo, aquando das diligências após a detenção, tenha negado as acusações imputadas. Admitiria apenas que circulou pelas zonas florestais em dias de incêndio, que ficam próximas do local de residência.

Existem imagens de vídeo vigilância, mas não permitem, com segurança, identificar o acusado que, além do mais, poderia ser facilmente confundido com o irmão.  O familiar, que chegou, também, a ser suspeito, não foi levado a julgamento.

“O senhor saberá melhor do que ninguém se o fez ou não. Ficou a perceber as consequências dos fogos, que são graves, como aconteceu nos últimos anos, ceifando vidas. Alerto para que no futuro, se o fez não voltar a fazer”, concluiu a juíza presidente a concluir a leitura do acórdão.

Artigo relacionado

Homem acusado de sete fogos florestais em Águeda remete-se ao silêncio em tribunal

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.