Anadia vai criar rede de percursos pedestres com uma extensão entre 9 e 14 km’s

630
'Rota do Poeta', Anadia.
Smartfire 728×90 – 1

O município de Anadia planeia criar uma rede de percursos pedestres no concelho,preparando, nesse sentido, integrar uma candidatura intermunicipal ao Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020, no âmbito do GAL Rural da Região de Aveiro, vertente ‘Renovação de Aldeias’.

O valor máximo de investimento, por município, ronda os 135 mil euros, a que corresponderá uma comparticipação de 67.500 euros.

As rotas, já com trajeto delineado, têm uma extensão entre 9 e 14 km’s.

A pretensão da edilidade passa pela “implementação, de raiz, de cinco pequenas rotas, assim como proceder à correção da sinalética de uma ‘grande rota’ e respetiva homologação dos cinco percursos junto da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP)”.

Segundo uma nota de imprensa, o projeto pode funcionar “como um instrumento importante para a reabilitação, preservação e divulgação do espólio cultural, histórico, paisagístico e ambiental do concelho de Anadia.”

Funcionará ainda como “um complemento às diversas infraestruturas e equipamentos desportivos existentes, no sentido de, cada vez mais, Anadia se destacar como município do desporto.”

São cinco, os percursos a criar: um na Freguesia de São Lourenço do Bairro – “Rota dos Vinhedos”, outro em Vila Nova de Monsarros, o qual inclui as aldeias de Parada e Algeriz, um outro em Vilarinho do Bairro que inclui a Lagoa de Torres e ainda dois percursos na Freguesia da Moita, sendo um a “Rota do Poeta”.

A candidatura prevê, também, a correção da ‘grande rota’ “Flor-de-Lis”, em Avelãs de Cima, com uma extensão de 33 kms, que já se encontra registada na FCMP.

Publicidade, Serviços & Donativos