Padrasto que abusou sexualmente de rapariga ficou em prisão preventiva

440
Polícia Judiciária.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, anunciou hoje que identificou e deteve um homem de 60 anos, operário da construção civil, suspeito de ter abusado sexualmente de uma filha da companheira, atualmente com 21 anos.

“Os factos criminosos ocorreram numa das freguesias do concelho de Águeda, apontando os indícios até ao momento colhidos pela investigação no sentido de os abusos sexuais terem começado quando a vítima tinha 16 anos, tendo sucedido de forma reiterada ao longo do tempo”, refere um comunicado.

“Práticas sexuais diversas sob constrangimento físico”

Ainda de acordo com a PJ, “o suspeito obrigava a enteada a práticas sexuais diversas sob constrangimento físico, aproveitando para consumar tais atos principalmente quando a companheira se encontrava ausente.”

O detido, que é suspeito da prática de crimes de coação sexual e violação, foi presente às Autoridades Judiciárias competentes para interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Publicidade, Serviços & Donativos