Albergaria-A-Velha: IPSS desafiadas a melhorar relação colaborativa

428
Entrega de subsídios a IPSS de Albergaria-A-Velha.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha atribuiu entregou esta quarta-feira subsídios que totalizam 127.500 euros a 11 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho.

Citada num comunicado, Catarina Mendes, vereadora da Ação Social, afirmou ser “uma satisfação enorme ter uma rede social coesa e verdadeiramente solidária em Albergaria-a-Velha”.

A autarquia mostra-se consciente que “a intervenção das IPSS na sociedade vai além do que está estipulado pelo Estado Central e que, embora o apoio do município não possa satisfazer todas as necessidades, é uma forma de minimizar algumas lacunas deixadas pela tutela.”

Já o líder da edilidade, António Loureiro, “destacou o trabalho de qualidade e de complementaridade das instituições” com o apoio municipal, deixando “o desafio para as IPSS desenvolverem uma melhor relação colaborativa, valorizando o trabalho uns dos outros”.

O apoio financeiro anual às IPSS tem um limite máximo, por instituição, de 14.000 euros e um mínimo de 8.000 euros.

As instituiçõe a usufruírem do apoio financeiro anual são a Associação Humanitária Mão Amiga, a Associação de Infância D. Teresa, a APPACDM de Albergaria-a-Velha, a Associação de Solidariedade Social de Alquerubim, o Cediara – Centro de Dia para Idosos de Ribeira de Fráguas, o Centro Social Paroquial de Angeja, o Centro Social Paroquial de St.ª Eulália de Valmaior, o Centro Social Paroquial de S. Vicente da Branca, a Fundação Creche Helena de Albuquerque Quadros, a Irmandade da Misericórdia de Albergaria-a-Velha e a Probranca.

Publicidade, Serviços & Donativos