Águeda: Apoio municipal a ‘casa de abrigo’ da CERGIAG reforçado

791
CERCIAG.
Dreamweb 728×90 – Video I

O município de Águeda deliberou atribuir 30 mil euros à CERCIAG para comparticipar despesas com as atividades da ‘casa de abrigo’ local, que serve para acolhimento de mulheres com deficiência ou incapacidade vítimas de violência.

“Trata-se de um incentivo que se enquadra numa atuação estratégica” da edilidade “na promoção da igualdade de género e de oportunidades, bem como da não violência, apoiando e desenvolvendo diversas parcerias”, refere um comunicado.

O apoio é concedido desde 2018, altura da criação desta resposta social por parte da CERCIAG com 18.900 euros anuais. No entanto, este ano, a ajuda financeira foi reforçada para 30 mil euros “tendo em conta os custos de renda/manutenção da habitação e a comparticipação nos custos para assegurar os recursos humanos afetos ao projeto.”

A ‘casa de abrigo’ acolhe provisoriamente, mulheres encaminhadas pela Rede Nacional de Casas de Abrigo. À CERCIAG cabe garantir, em situação de emergência, a proteção imediata, zelando ainda pela segurança das vítimas.

As utentes ficam abrangidas, ainda, por um programa de desenvolvimento de aptidões pessoais, profissionais e sociais, “que poderão ajudar a evitar eventuais situações de exclusão social e serão um estímulo para a construção de um projeto de vida”.

A atividade assistencial nos últimos tempos leva a CERCIAG a prever que o número de mulheres acompanhadas possa aumentar, exigindo mais espaços de acolhimento.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.