À terceira, autor de atos de vandalismo foi colocado em prisão preventiva

1630
PSP de Ovar.

Um homem de 32 anos, desempregado, foi colocado em prisão preventiva depois de ter sido apanhado ontem à noite pela PSP de Ovar, pela terceira vez no espaço de duas semanas, a causar danos no espaço publico.

Desta vez, o indivíduo estava a vandalizar um candeeiro de iluminação pública, “tendo para o efeito arremessado uma pedra de calçada”, bem como num vidro de uma escola de línguas na cidade, igualmente com pedras.

A Esquadra Complexa de Ovar tinha já intensificado as vigilâncias policiais, sobretudo na zona central da cidade, na tentativa de intercetar o autor destes crimes.

“Este individuo, presentemente, encontrava-se sob a medida de coação de apresentações diárias ao Órgão de Polícia Criminal da sua área de residência, contudo não a estava a cumprir”, refere a PSP.

Assim, “pelo aglomerar de ilícitos criminais, pelo alarme social que estava a causar e pelo desrespeito das medidas que lhe haviam sido decretadas”, a autoridade judicial acabou por aplicar-lhe a medida de coação mais gravosa, de prisão preventiva, tendo o detido sido transportado ao Estabelecimento Prisional de Coimbra onde fica a aguardar julgamento.

Artigo relacionado

Detido em flagrante a atear fogo a ecoponto em Ovar é o suspeito de casos de vandalismo e furtos recentes

Publicidade, Serviços & Donativos