A marca “Carnaval de Ovar”

1798
Carnaval de Ovar.
Dreamweb 728×90 – Video I

Era importante desenvolver a marca “Carnaval de Ovar” que passaria, entre muitas outras coisas, por incutir a participação dos grupos e escolas de samba em eventos fora da época e por todo o município.

Vitor Amaral *

Ovar está a viver desde há semanas o carnaval de 2019, mas a única coisa que vemos que sinaliza a festa mais importante do nosso município, são as máscaras colocadas nos Paços do Concelho, a não ser que se queira considerar a colocação da vedação e as roulottes no centro da cidade.

Sobre estas, aproveito para manifestar o meu desagrado por as ver a ocupar o já escasso estacionamento da cidade, por período tão longo; uma delas está instalada há semanas e ali vai continuar por mais um mês, ou mais.

Sei que sou poucos os espaços públicos onde elas pudessem ser instaladas, mas temos o parque da cidade, jardim do Cáster, parte das instalações do antigo cinema…

Se queremos fazer jus ao título de cidade do carnaval, temos de vestir a cidade de forma que os nossos visitantes fiquem com essa ideia quando nos visitam, fora dos dias do corso ou dos outros eventos carnavalescos. Aliás, essa imagem deveria ser transmitida todo o ano.

Não temos de ter vergonha, bem pelo contrário, de ser este o nosso cartão de visita. Não compreendo como há um desperdício tão grande dos equipamentos e demais material que os grupos utilizam cada ano, que poderiam servir para engalanar a cidade nas semanas que antecedem cada carnaval.

Assim como não compreendo que não tenhamos, como seria desejável, um verdadeiro museu do carnaval.

É verdade que foi inaugurada uma exposição no Centro de Arte de Ovar, alusiva ao nosso carnaval, mas é muito pouco. Pena que não esteja anunciado no site do Carnaval.

Integrado no programa de carnaval temos, há anos, uma caminhada. Sabendo-se que hoje há cada vez mais praticantes de corrida, seja de 10.000m, meias-maratonas, ou outras distâncias, deveria ter sido promovida uma dessas provas junto com a caminhada, de forma a trazer até Ovar os muitos milhares de praticantes, sendo uma forma de divulgação e promoção da nossa festa principal.

Tal como se integraram em várias provas de meia-distância as caminhadas, poder-se-ia integrar na nossa caminhada a meia-distância que, a meu ver, promoveria muito mais a cidade e o carnaval que a S. Silvestre, embora uma não substitui a outra; pelo contrário, promover-se-iam.

Era importante desenvolver a marca “Carnaval de Ovar” que passaria, entre muitas outras coisas, por incutir a participação dos grupos e escolas de samba em eventos fora da época e por todo o município.

É verdade que não foi escolhido o nosso programa eleitoral mas, acreditando na boa vontade do executivo em permanência em acolher ideias que não sejam exclusivamente suas, em prol do nosso município, não posso deixar de nele falar no que consideramos ser a necessidade de dotar a alameda da Aldeia do Carnaval de condições para a realização de eventos durante todo o ano, nomeadamente investindo na sua cobertura.

Fico satisfeito com a qualidade gráfica e de apresentação do programa e do site do nosso carnaval, apenas não compreendendo como é que as duas primeiras imagens do site não sejam de promoção do mesmo, mais parecendo a promoção do edil e que não se faça uma maior divulgação do site junto dos operadores turísticos, imprensa, redes sociais, etc.

* Vereador do PS na Câmara de Ovar, excerto de resumo da reunião do executivo camarário partilhado nas redes sociais.