Vagos: Estudo prepara nova intervenção para valorizar o Rio Boco

1294
Rio Boco, Vagos (Facebook MMfocart).
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara de Vagos adjudicou a elaboração do ‘masterplan’ para a operação de “requalificação e valorização ambiental e paisagística das margens do Rio Boco”.

O estudo foi entregue à empresa de consultadoria Território XXI – Gestão Integrada do Território e do Ambiente, Lda.

O contrato de aquisição de serviços tem como valor 19.900 euros e um prazo de execução de 75 dias.

Abrangido pela Rede Ecológica Natural (REN) e Zona de Proteção Especial (ZPE), o rio Boco, afluente da Ria de Aveiro, está classificado como Sítio de Importância Comunitária (SIC).

Em 2021, a autarquia vaguense adjudicou a requalificação da antiga ponte de Fareja para travessia pedonal e ciclável por 183 mil euros, um projecto da autoria do arquitecto Rómulo Neto.

Artigo relacionado

Vagos: Nova Ponte de Fareja adjudicada por 183 mil euros

Um projeto da Polis Litoral Ria de Aveiro permitiu uma intervenção de reordenamento e qualificação das margens do Rio Boco, abrangendo, ainda, o cais dos Moliceiros/Folsas Novas.

Artigo relacionado

Vagos: Boco integra rede das ‘Aldeias de Portugal’

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.