Uma série de Doce memória musical

2148
Doce.
Dreamweb 728×90 – Video I

Elas tinham e têm as quatro personalidades muito diferentes, mas é preciso todos nós percebermos que era preciso ter coragem para aparecer em cima do palco com aqueles visuais arrojadíssimos que ainda hoje não estão ultrapassados.

Por Nuno Alexandre | [email protected] *

As Doce! A primeira girlsband portuguesa que foi a revolução dentro da revolução!

No sábado, dia 2 de outubro, estreia às 21 horas a série Doce que vai abordar a história da primeira girlsband portuguesa, as Doce! Quem viveu em pleno os anos 80 com certeza se lembra destes tempos.

O grupo Doce era formado por 4 mulheres corajosas que são a Laura Diogo, a Lena Coelho, a Fátima Padinha e a Teresa Miguel. O grande criador do grupo foi o compositor e cantor Tozé Brito.

As Doce apareceram em 1979 e Portugal era um país já livre e democrático só que ainda continuava muito cinzento e fechado para o mundo. As Doce representaram a libertação feminina em Portugal. Elas inspiraram muitas mulheres porque a força, a determinação e a coragem delas era contagiante.

Elas disseram às mulheres para se vestirem e andarem como quiserem, disseram às mulheres que elas eram donas delas próprias e que tinham voz! As Doce abanaram com tudo e foram umas grandes mulheres.

As quatro foram muitas vezes maltratadas e não mereciam porque elas deram tudo a um povo e a um país. Elas modernizaram a música portuguesa com aquelas letras incríveis e lutaram contra aquela sociedade machista!

A música “Amanhã de manhã” que ainda hoje mete todas as pessoas a dançar foi o primeiro êxito das Doce! Participaram em 4 Festivais da Canção da RTP, onde em 1982 venceram e representaram Portugal na Eurovisão em Inglaterra com o tema que deu nome ao filme “BEM BOM”.

Elas tinham e têm as quatro personalidades muito diferentes, mas é preciso todos nós percebermos que era preciso ter coragem para aparecer em cima do palco com aqueles visuais arrojadíssimos que ainda hoje não estão ultrapassados.

O grande estilista que fez os fatos arrojados das Doce foi o grande Zé Carlos. O Zé Carlos foi um grande estilista que, tal como as doce, sempre esteve muito à frente do seu tempo e que também revolucionou e contribuiu para a mudança das mentalidades e para a libertação feminina com todas aquelas belas roupas! Aquelas quatro mulheres tiveram essa coragem e merecem esta homenagem e deviam ser mais reconhecidas porque deram muito a este país e à cultura!

A sociedade portuguesa melhorou mas ainda hoje Portugal é um país machista porque as mulheres continuam a receber menos do que os homens e a violência doméstica é o crime que continua a matar mais em Portugal e a justiça continua a faltar nas salas de tribunais! Temos de continuar a lutar contra o machismo e contra a violência!

No sábado vamos mudar às 21 horas para a RTP e ver a série Doce que homenageia esta grande, corajosa e fortíssima banda dos anos 80!

* Estudante do ensino secundário, Aveiro.

Mais informações em https://www.rtp.pt/programa/tv/p41224

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.