UA apoia empresas a enfrentar os desafios da digitalização

642
Novas tecnologias.
Smartfire 728×90 – 1

A Universidade de Aveiro (UA) é uma das entidades que estão envolvidas no novo programa ‘Shift2future’, que surgiu para “acelerar” a transição das PME para a economia 4.0, através de um conjunto de ações de capacitação dos empresários e agentes dinamizadores “com conhecimento e ferramentas úteis, que lhes permitam enfrentar e ultrapassar os novos desafios da digitalização.”

IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade Centro Tecnológico da Cerâmica e Vidro (CTCV) e TecMinho completam o grupo promotor.

O ‘Shift2future’ surge na sequência do lançamento da ferramenta de autodiagnóstico ‘Shift to 4.0’, que permite às empresas de qualquer setor avaliar o seu estado de maturidade digital, independentemente da sua dimensão ou localização, já utilizado por três centenas de empresas.

A iniciativa é dirigida a PME dos setores de moldes e plásticos; pedra; cerâmica e vidro; têxteis e calçado; automóvel, aeronáutica e metalomecânica; IT e IoT; turismo ou agroalimentar. Prevê um conjunto de ações como diagnóstico de maturidade digital, ações de informação, sensibilização e capacitação, entre outras.

A apresentação pública do novo programa tem lugar a 5 de março, às 15:30, num encontro online. Entre os participantes figura Paulo Almeida, Diretor Geral da empresa cerâmica aveirense Primus Vitória.

Discurso direto

“Esta é uma ferramenta poderosa para que as empresas se posicionem em termos de maturidade digital e possam, mediante a análise dos resultados obtidos no seu diagnóstico, desenhar um plano de transformação estruturado para o futuro e enfrentar com confiança a economia 4.0” – Francisco Sá, presidente do IAPMEI.

Publicidade, Serviços & Donativos